Dois atacantes, time sem volantes e Cuéllar na zaga: Barbieri testa opções no Flamengo

Elenco do Flamengo treina no Ninho do Urubu (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Se depender do treino da manhã desta quarta-feira no Ninho do Urubu, o Flamengo apresentará muitas novidades ao seu torcedor. E não se tratam de reforços especulados como o holandês Ryan Babel. O técnico Maurício Barbieri testou diversas variações táticas, mesmo sem alterar muito a escalação.

A atividade funcionou quase como um jogo-treino. Utilizando todo o campo, Barbieri começou com a equipe no 4-1-4-1 que se habituou a escalar. Na vaga de Cuéllar e Henrique Dourado, suspensos para o jogo de quarta-feira e que até a parada para a Copa eram titulares, o técnico usou Rômulo e o peruano Paolo Guerrero.

Passados pouco mais de 20 minutos de treino, Barbieri atacou de Guardiola: tirou Rômulo e colocou Henrique Dourado ao lado de Guerrero, alternando para um 4-4-2. Mais tarde, o colombiano Uribe também foi testado na função. Assim, o Flamengo passou a atuar com uma dupla de ataque e com Lucas Paquetá como primeiro homem no meio-campo.

Ainda deu tempo de mais testes: Cuéllar voltou a time titular na vaga de Rômulo e depois foi recuado para a zaga central, com Léo Duarte deixando o treino um pouco mais cedo, poupado. Depois, Thuler foi colocado entre os titulares e o volante para os reservas, também como zagueiro. Uribe foi testado como único atacante e até Lincoln figurou no time de colete, com Diego entre os reservas.

A escalação que permaneceu por mais tempo no treinamento foi Diego Alves; Rodinei, Léo Duarte, Réver e Renê; Rômulo (Uribe), Paquetá e Diego; Éverton Ribeiro, Marlos Moreno e Guerrero.

Situação de Arão
Após vender Vinicius Jr, Felipe Vizeu e Jonas, o Flamengo pode negociar mais um jogador: Trata-se do volante Willian Arão. O Flamengo recusou uma primeira proposta do Olympiakos por Willian Arão. Porém o time da Grécia não desistiu do negócio e uma nova reunião irá ocorrer ainda nesta semana. É importante destacar que a diretoria do Flamengo definiu o valor para liberar o jogador.