Ídolo do Flamengo afirma que Paquetá pode superar meio-campista do Barcelona

Meia irá deixar o Flamengo em janeiro

Lucas Paquetá com a camisa da Seleção Brasileira (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Na noite da última terça-feira foi oficializada – e aceita – a proposta do Milan da Itália de 35 milhões de euros por Lucas Paquetá. O alto valor oferecido pelo meia chamou a atenção do apresentador do “Seleção SporTV”, André Rizek. Para Petkovic uma das explicações é a versatilidade do jogador.

– O que eu vejo no Paquetá e por isso talvez supere o Arthur (Barcelona) é que ele é um jogador polivalente. Um jogador moderno europeu, tem velocidade, altura, força, consegue jogar em várias posições e isso é valorizado na Europa.

Mas Roger Flores não venderia Paquetá por 35 milhões de euros, porque a multa do meia rubro-negro foi renegociada recentemente em 50 milhões e o Flamengo vive bom momento econômico.

– O Flamengo renovou com o Paquetá com uma multa rescisória de 50 milhões de euros. Ele sai por 35 milhões. O Flamengo hoje é um time saudável, não é um time desesperado, enforcado para aceitar a primeira proposta. Não é primeira, já chegaram outras. Eu não venderia por esse valor, venderia pela multa – disse Roger.

Petkovic ainda avaliou a escolha de Lucas Paquetá pelo Milan e acredita que o camisa 11 do Flamengo ainda não está no seu máximo. Para ele, o jovem de 21 anos ainda tem o que melhorar e ir para a Itália, mais especificamente para um clube que está se recuperando, pode ajudar.

– Paquetá não está pronto e o Paris Saint-Germain, que está no patamar mais alto, seria muita exigência e ele não entraria de imediato. Talvez por isso essa escolha do Milan – que está se recuperando dentro do mercado nacional. Um clube grande em que ele vai ter tempo de se adaptar com uma exigência menor, o que não aconteceria no PSG onde ele teria que dar retorno de imediato.

Retirado de: SporTV