Após manifestações, presidente do Fla, chama torcedores de “idiotas”; assista

Bandeira de Mello durante coletiva no Ninho do Urubu (Foto: Cahe Mota/Globo Esporte)

O fim do mandato de Eduardo Bandeira de Mello tem sido conturbado  e marcado pelo péssimo relacionamento do presidente com a torcida. Nesta sexta-feira, mais um episódio ficará marcado. Durante o empate com o Fluminense que deu o título ao Flamengo da OPG (Octávio Pinto Guimarães), alguns rubro-negros xingaram o mandatário.

Revoltado, Bandeira não se conteve durante a comemoração e fez alguns gestos em direção às arquibancadas.

Primeiro ele pediu que os xingamentos continuassem. Em seguida, fez um sinal de que os torcedores presentes receberam dinheiro para realizar o protesto. Por fim, durante entrevista ao jornalista Venê Casagrande, Bandeira chamou os torcedores de “idiotas”.

Assista ao vídeo completo abaixo:

(a matéria continua após o vídeo – créditos: Venê Casagrande)

“Eu não tenho dinheiro para pagar gente para ficar xingando e protestando. E nem gostaria de fazer isso. É a mesma ação que agredia e hostilizava os jogadores em aeroporto, que pichavam muro. Todos nós sabemos quem está por trás e somo obrigados a conviver com isso principalmente em ano eleitoral”, completou o presidente do Flamengo.

Não é a primeira vez que Bandeira de Mello se envolve em polêmica com a torcida do Flamengo. Em 2017, o presidente foi hostilizado por um torcedor na Ressacada durante empate por 1 a 1 com o Avaí. Ele respondeu com um gesto de “banana”. Já em 2016, contra a Ponte Preta, em Campinas, o cartola extravasou com gestos obscenos à torcida.

Eduardo Bandeira de Mello foi eleito presidente do Flamengo em 2013 e se reelegeu três anos depois. Ele ficará no cargo até janeiro do ano que vem, quando dará lugar a Ricardo Lomba, Rodolfo Landim, Marcelo Vargas ou José Carlos Peruano, que concorrem nas eleições do dia 8 de dezembro.

Adaptado de: UOL