Pai de Diego Ribas volta a falar sobre o futuro do meia

Diego Ribas durante treinamento no Ninho do Urubu (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Com o fim da temporada, o foco no Flamengo se volta para definições estruturais. Do presidente do clube, passando por escolha de treinador, até ajustes no elenco. Uma das incógnitas é quanto à continuidade de Diego. Djair Ribas, pai e empresário do jogador, concedeu entrevista ao site Esporte 24 Horas e reafirmou que a prioridade do jogador é permanecer no Rubro-Negro.

— Tudo que ele disse é a realidade. Existem vários clubes interessados. Vamos aproveitar essa primeira semana sem futebol para tentar decidir o futuro dele. A prioridade segue sendo ficar no Flamengo -, afirmou o agente, que ressaltou não ter pressa para resolver a situação.

— O Diego não tem motivos para deixar o Flamengo. Por isso, não temos pressa. Chegará o momento certo de sentarmos e negociarmos tudo com a nova diretoria. As propostas de clubes do Brasil e do exterior chegaram, são oficiais e serão levadas em consideração se o clube optar em não renovar com ele, mas o Flamengo sempre foi a prioridade. Independente de quem for eleito, iremos sentar conversar e negociar. Não será por falta de vontade nossa -, disse.

Quem apareceu como primeiro e principal interessado em contar com o meia foi o Santos, clube com qual Diego tem bastante identificação por ter sido revelado na Vila Belmiro. No entanto, Djair nega qualquer proposta vindo do clube paulista, apesar de admitir sondagens.

— O Santos não fez proposta pelo Diego. O clube fez uma consulta através de um representante, mas nada oficial por parte do clube. E não vamos apagar nossa história no Santos. Isso é o que pensamos. A prioridade agora é terminar nosso contrato com o Flamengo -, revelou, lembrando que Diego tem contrato até junho de 2019.

Entre as propostas que o empresário tem mãos, estão as de alguns clubes do exterior. Mas o pai de Diego deixou claro que a ideia não é voltar para fora do país neste momento. Além disso, termina dizendo que o grande objetivo do meia é dar títulos ao Flamengo.

— Ele construiu uma carreira muito bonita no exterior e não pensa em retornar para lá. Abriu mão da família, amigos e por um tempo até da seleção brasileira para jogar a Europa. O objetivo dele não é dinheiro, é ter tranquilidade para trabalhar e procurar novos desafios. Dar grandes títulos ao Flamengo é o objetivo dele -, concluiu.

Retirado de: Coluna do Flamengo