Além de Rodriguinho, principais chapas do Fla buscam informações sobre atacante do Pyramids

Keno em ação pelo Palmeiras (Foto: Divulgação/Palmeiras)

Normalmente um período que já seria agitado por conta das especulações, ganha ainda mais força no Flamengo pelas eleições. O clube define o presidente do próximo triênio no sábado (08 de dezembro).

Apesar de ainda não ter essa decisão, as duas principais chapas, de Ricardo Lomba e Rodolfo Landim, já se movimentam para reforçar o elenco. Um nome que é consenso entre os dois é o de Keno, atacante que está no Pyramids, do Egito.

Os dois grupos buscaram informações sobre o jogador, que deve ter a saída de sua equipe confirmada em janeiro. Isso porque Turki al Sheikh, dono do clube, anunciou a retirada de investimentos no futebol. No entanto, o Fla terá que lidar com a concorrência de outros mercados da Ásia, como China e Arábia Saudita. Mas a dificuldade do jogador em se adaptar a outra cultura pode pesar para que ele opte por um retorno ao seu país de origem.

No Brasil, Flamengo e Palmeiras contam com a preferência do atacante. No começo da atual temporada, foi importante para equipe alviverde, contribuindo no início da campanha que culminou no título brasileiro. Enquanto isso, o Rubro-Negro teve Vitinho, Marlos Moreno e Geuvânio com as mesmas características. Os dois últimos não corresponderam e deixarão o clube, em fim de empréstimo. Porém, para voltar ao país, Keno precisaria aceitar reduzir o salário. Já que no Pyramids recebe mais de R$ 1 milhão, livres de impostos.

Apesar do adeus do jogador de 29 anos ser considerado provável, a negociação não seria simples com a equipe egípcia. Visto que o clube, que conta com outros brasileiros, como Rodriguinho, ex-Corinthians, e Carlos Eduardo, ex-Goiás, desembolsou US$ 10 milhões (cerca de R$ 40,1 milhões) para comprar Keno, do Palmeiras, em junho deste ano. Edson Ribeiro Neto, empresário do atleta, viaja ao país, neste final de semana, para saber quais passos seguir em relação ao futuro.

Retirado de: Coluna do Flamengo