Athirson revela nunca ter processado o Fla por salários atrasados e lembra: “Abri mão do que eu tinha na Juventus”

Athirson em ação com a camisa do Flamengo (Foto: Cleber Mendes/Lance Press)

O Flamengo vive situação cômoda financeiramente, sendo um dos clubes mais sólidos do Brasil no quesito. No entanto, nem sempre foi assim. Por anos, o Rubro-Negro conviveu com salários atrasados, vendo jogadores entrar na justiça reivindicando por seus direitos. Ídolo do Fla, Athirson, ex-lateral-esquerdo e agora treinador, falou sobre o assunto ao Blog Ser Flamengo.

Revelado pelo Flamengo, Athirson foi negociado com a Juventus em 2000. Porém, o ex-atleta abriu mão do alto salário que recebia na Itália e retornou ao clube da Gávea em 2002. Contudo, o atual treinador do Goytacaz, do Rio de Janeiro, revelou que, na época, conviveu com falta de pagamentos do Rubro-Negro, mas, diferentemente de seus ex-companheiros, não entrou na justiça contra o Fla.

— Abri mão de todo salário que eu tinha na Juventus, para voltar a vestir o Manto Sagrado, porque eu sempre fui Flamengo. Depois de tudo isso, eu ainda não recebi o salário do Flamengo, nunca entrei na justiça contra o Flamengo, mas eu me arrependo de não ter entrado, pois às vezes falta um pouco de respeito… Nunca entrei na justiça, caducou. Perdi dinheiro —, disse o ex-lateral esquerdo, que completou:

— Todos os jogadores da minha época, Petkovic, os caras que ganhavam salário até maior, entraram. Os torcedores nunca perderam amor por eles, porque é natural, você trabalhou, tem que ganhar. Eu me arrependi. Eu falo até hoje: corre atrás dos direitos. Porque você trabalhou, tem o direito. Mas, naquele momento, o Flamengo estava em uma situação complicada financeiramente, e eu não entrei (na justiça) —, finalizou.

Athirson tornou-se treinador de futebol e, inclusive, passou por um período de estágio no Flamengo, no início deste ano. Como jogador, o ex-lateral-esquerdo atuou em 252 partidas e marcou 37 com o Manto Sagrado. Ele defendeu o Mais Querido nos anos de 1996, 1997, 1998 (foi emprestado ao Santos), 1999, 2000, 2002, 2003 e 2004. Pela Fla, conquistou Copa Ouro, dois Cariocas, Copa Mercosul (último título internacional do clube), Copa dos Campeões, entre outros torneios.

Retirado de: Coluna do Flamengo