Flamengo fica com menos de 2% da renda da estreia no Campeonato Carioca; veja valores detalhados

Estádio do Maracanã sem a presença de nenhum torcedor (Foto: Lívia Villas Boas/Staff Images)

No último domingo, a torcida do Flamengo bateu recorde de público do clube em aberturas de temporada no século XXI: 46.472 torcedores (sendo 43.761 pagantes) acompanharam a vitória rubro-negra por 2 a 1 sobre o Bangu no Maracanã, na estreia da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca. O que gerou uma renda de R$ 1.067.172,00.

Nas redes sociais, rubro-negros fizeram até a relação de que a torcida era capaz de “bancar” os salários mais caros do elenco, como por exemplo de Gabigol e Arrascaeta, só com a bilheteria dos jogos.

Porém, o borderô da partida de domingo revelou outra realidade: do valor total, o Flamengo teve direito a só R$ 13.684,90, equivalente a apenas 1,2% da renda (veja na imagem abaixo). A informação foi inicialmente divulgada pelo Paparazzo Rubro-Negro.

Borderô mostra a divisão da receita do jogo Flamengo x Bangu (Foto: Reprodução)

De acordo com o documento, as despesas do jogo ficaram em R$ 1.032.828,48. Entre os itens mais caros da despesa estão: R$ 392.727,53 de custo operacional do estádio; R$ 120.000,00 de aluguel do Maracanã e R$ 150.000,00 de “contas de consumo”. O Flamengo, que também arcou com os R$ 6 mil de exame antidoping por ser o mandante, levou quase o mesmo valor do Bangu (R$ 13.256,60).

Adaptado de: Globo Esporte