Atacante do Flamengo será vendido para o futebol da China; exames médicos serão realizados nesta segunda-feira; veja valores

Henrique Dourado durante treinamento no Ninho do Urubu (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Pequenos detalhes burocráticos separam o Flamengo de anunciar a venda de Henrique Dourado para o Henan Jianye, da China. O Blog apurou junto a uma pessoa do staff do centroavante que até os exames médicos já foram marcados para esta segunda-feira.

O 12º colocado da última edição da Superliga Chinesa topou bancar 6 milhões de euros, que equivalem a R$ 25,5 milhões. Para comprá-lo do Fluminense, no começo do ano passado, o Rubro-Negro havia investido aproximadamente R$ 15 milhões por 75% dos direitos econômicos – o Mirassol manteve 25%.

O Flamengo tinha a ideia de vender Henrique Dourado desde que Rodolfo Landim assumiu a presidência do clube, em dezembro. Além de contar com Gabigol, Uribe e Lincoln para o setor, também pesava contra a permanência do centroavante seus altos salários. Ele fatura R$ 525 mil mensais, ou seja, R$ 6,8 milhões por temporada, incluindo o 13º.

No contrato entre Flamengo e Henrique Dourado, ainda existe uma cláusula de bonificação ligada ao número de partidas em que ele é relacionado. Se conseguir pelo menos 60% de presença a cada 30 jogos, ele tem direito a mais um salário.

O Ceifador, como também costuma ser chamado, não conseguiu repetir na Gávea os bons números dos tempos de Fluminense, onde foi artilheiro do Brasileirão em 2017. Ele fez 43 jogos pelo Fla e marcou 14 vezes, dois deles em 2019 – no empate diante do Resende por 1 a 1 e na vitória em cima do Boavista por 3 a 1.

Retirado de: Yahoo Esportes