Lateral-direito é procurado pela diretoria do Flamengo para conversar sobre renovação contratual

Bruno Henrique e Pará durante treinamento no Ninho do Urubu (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

O Flamengo iniciou as tratativas para renovar o contrato de Pará. Atualmente titular na equipe de Abel Braga, o lateral-direito tem vínculo com o Rubro-Negro até o fim da temporada e pode assinar pré-contrato com outro clube a partir de julho.

As conversas entre Flamengo e OTB Sports, empresa que agencia a carreira de Pará, ainda estão no início e superficiais, mas tende a evoluir nas próximas semanas, seja para definir pela permanência ou não. Bruno Spindel é o responsável pelo lado rubro-negro e Bruno Paiva, um dos sócios da companhia, representa o jogador na negociação.

Enquanto isso, outro clube da Série A, que não teve o nome revelado, procurou a OTB Sports para sondar a situação de Pará e se clolocou à disposição para iniciar uma negociação. Mas, por caráter ético, os empresários querem primeiro decidir a situação com o Flamengo. A diretoria rubro-negra está ciente do assédio, mas entende que ainda tem tempo para definir o assunto.

Pará, que está com 33 anos, chegou ao Flamengo em 2015 e soma 202 partidas com a camisa rubro-negra. A temporada de 2017 foi a melhor do lateral-direito: jogou 64 vezes e marcou um gol.

Flerte com Rafinha:

Enquanto inicia as conversas para renovar com Pará, o Flamengo flerta com o lateral-direito Rafinha, que tem vínculo com o Bayern de Munique até 30 de junho. Tanto a direitoria quanto o jogador já falaram que a paquera pode virar casamento, mas o contrato ainda não foi assinado. A ideia do Rubro-negro é fechar com o jogador por dois anos.

Com a possível contratação de Rafinha, o elenco do Flamengo contaria, portanto, com quatro jogadores na posição, já que Klebinho e Rodinei estão à disposição. O camisa 2, contudo, não desfruta de muito prestígio com a torcida rubro-negra. Rodinei perdeu espaço em 2019 e não está descartada uma eventual saída.

Leia também:

Retirado de: Extra