Ex-atacante, revelado pelo próprio Flamengo, entra na justiça, e TRT dá prazo de 15 dias para o rubro-negro quitar dívida

Negueba durante treinamento do Flamengo (Foto Maurício ValVIPCOMM)

Nos últimos anos, o Flamengo tem se notabilizado pelo crescimento financeiro e estrutural da equipe. No entanto, ainda assim, o clube ainda apresenta pendências a serem definidas. Uma delas é com o atacante Guilherme Pinto, mais conhecido como “Negueba”.

Criado nas categorias de base do Fla, o atleta ganhou ação contra o Rubro-Negro e receberá exatamente R$ 21.285,41 (vinte e um mil, duzentos e oitenta e cinco reais e quarenta e um centavos) da equipe.

A decisão foi homologada no início desta semana, seguindo sentença da juíza Adriana Freitas de Aguiar, da 65ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região (TRT-1).

O prazo para o pagamento é de 15 dias. Sendo assim, caso o Fla não pague neste período, haverá bloqueio desse valor em contas do clube.

A causa na qual o jogador foi favorecido é referente a um processo aberto ainda em 2017. Na denúncia, o atleta – que hoje defende o Gyeongnam, da Coréia do Sul -, cobrou questões como férias, décimo terceiro e direitos de arena. Para dar o veredito a favor de Negueba, o Tribunal se apoiou no artigo 477 da CLT, que foi inserido na homologação.

Leia também:

Adaptado de: Coluna do Flamengo