Álbum do Flamengo vira febre e vendas surpreendem: “Acima das nossas expectativas”

Diretor de futebol da Panini, Vilson Manfrinati comenta vendas expressivas e destaca grandeza do clube; versão de capa dura vende 20 mil exemplares e nova remessa já foi pedida

Entrada do Ninho do Urubu (Foto: Gilvan de Sousa/Flamengo)

Uma verdadeira linha do tempo pela história do Flamengo. Em menos de uma semana, o novo álbum de figurinhas do Rubro-Negro já virou febre entre torcedores de todas as idades e é sucesso absoluto de vendas. São 64 páginas que relembram títulos, ídolos e alguns momentos marcantes dos 123 anos do clube.

Que a torcida do Flamengo é apaixonada todo mundo sabe. Mas o sucesso surpreendeu até mesmo os idealizadores do projeto. Algumas lojas oficiais e bancas já estão sem o produto em estoque. Há a expectativa de nova remessa de álbuns e figurinhas para sexta-feira.

O diretor de futebol da Panini, Vilson Manfrinati, apostava no sucesso, mas não esperava uma procura tão grande na primeira semana de vendas.

– A expectativa sempre é grande, pela grandeza do Flamengo, pela torcida. E o momento bom do clube ajuda muito. Imaginávamos que haveria uma procura boa da torcida, mas, mesmo assim, está sendo acima das nossas expectativas – disse Vilson.

Crianças começam a preencher os álbuns de figurinhas no lançamento na Gávea (Foto: Rodrigo Tolentino)

A parceria entre Flamengo e Panini chegou às bancas e também nas lojas Espaço Rubro-Negro na semana passada, mas teve início em julho de 2017, quando as primeiras conversas sobre o álbum começaram ainda por e-mail. Foram dois anos intensos de trabalho até o lançamento no último sábado, na sede social da Gávea.

– É um álbum que dá muito trabalho, precisa de tempo para reunir todo o material, conseguir os direitos. Isso não vem de agora, começou lá em 2017 e, nesses dois anos, trabalhamos juntos para trazer o álbum para o torcedor do Flamengo – completou Vilson.

Felipe Gavinho, de 22 anos, esteve no lançamento do álbum na loja Espaço Rubro-Negro, na Gávea, mas não conseguiu a versão de capa dura, que vem sendo muito procurada por colecionadores.

Está prevista para o próximo dia 19 a chegada de um novo lote, com mais oito mil álbuns de capa dura e 300 mil envelopes com cromos.

Para o estudante Felipe, o interesse das crianças rubro-negras pela história do clube demonstra o sucesso do álbum em tão pouco tempo.

– Colecionar um álbum do seu time é uma das melhores formas de você conhecer mais sobre o clube. Lá na Gávea, durante o evento, um animador fazia perguntas relacionadas à história do Flamengo e quem acertasse levava brindes. Foi muito curioso quando ele perguntou quantos jogos o Bebeto tinha feito pelo Rubro-Negro e uma criança saiu correndo para responder que haviam sido 20. Na hora me espantei, pois eu com 22 anos não sabia, mas depois, ao folhear o álbum, vi que tinha essa informação lá – comentou o estudante de Jornalismo.

Ídolo Juan esteve presente no lançamento do álbum de figurinhas na sede da Gávea (Foto: Rodrigo Tolentino)

Todos os álbuns e figurinhas vendidos nas bancas ficam em consignação até o fim do mês. Por isso, a Panini ainda não tem os números oficiais das vendas. Mas já adiantou que cerca de 20 mil álbuns de capa dura foram comercializados nesta primeira semana, número considerado muito expressivo pela empresa.

O álbum simples custa R$ 8,90, já o de capa dura sai a R$ 29,90. O pacotinho com cinco figurinhas custa R$ 2.

O sucesso com o Flamengo inspirou novas parcerias da Panini. A marca já iniciou conversas com o Botafogo, Fluminense e Vasco para a criação dos álbuns históricos de cada clube, mas ainda não há previsão para o lançamento.

Leia também:

Retirado de: Coluna do Flamengo