Vale a pena? Dirigente da Roma revela valor pedido pela Roma para liberar Gerson ao Flamengo

Gerson em ação pela Fiorentina (Foto: Gabriele Maltinti/Getty Images)

A novela entre Gerson e Flamengo acaba de ganhar mais um capítulo. Segundo informações do jornalista Venê Casagrande, a Roma, dona do passe do jogador, demonstrou certa relutância em liberá-lo sem receber os €15 milhões estipulados – aproximadamente R$ 60 milhões.

Recentemente, Gianluca Petrachi, dirigente da equipe italiana, e Marcão, pai e empresário do atleta, estiveram reunidos para tratar do interesse pessoal de Gerson em defender o clube carioca.

O clube carioca se apoia e encara o desejo pessoal de Gerson e sua família como um trunfo para um final feliz na negociação. O obstáculo, porém, ainda o mantém longe de qualquer acerto.

– Estamos tentando, conversando, mas temos que ter cautela. Vamos nos reapresentar na terça (09) e iremos conversar com eles (dirigentes da Roma) para entender o que eles querem fazer com o Gerson. Ele tem contrato até 2021 e temos que ter respeito. Não acho justo forçar a barra -, declarou Marcão ao jornalista Venê Casagrande.

Os italianos já declaram seu interesse em vender 100% do jogador. A proposta do Flamengo, no entanto, é de garantir 70% do direito econômico do atleta. O valor apresentado pelo clube carioca é de 8mi de euros (aproximadamente R$ 34 milhões de reais). O Dínamo Moscou, clube da Rússia, também está interessado na contratação e foi o clube que apresentou o maior valor até aqui: 10 mi de euros (R$ 43 milhões). No entanto, o jogador não analisa o futebol russo como seu melhor destino.

Leia também:

Retirado de: Coluna do Fla