Jorge Jesus fala pela primeira vez sobre protestos da torcida

Jorge Jesus durante uma partida do Flamengo no Maracanã (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

O Flamengo enfrentou o Corinthians na tarde deste domingo (21 de julho) e empatou por 1 a 1 (assista o único gol do Flamengo abaixo). No entanto, não só a partida foi tema abordado na coletiva do técnico Jorge Jesus.

Isso porque, dentre as perguntas, o protesto realizado por torcedores durante o embarque da delegação rubro-negra para o jogo em São Paulo voltou a ser pauta, e o técnico Jorge Jesus analisou a situação.

Em sua fala, Jorge Jesus se disse surpreso com a reação dos rubro-negros. Afinal, para ele, a eliminação não foi por omissão ou falta de qualidade do Fla. Além disso, ele saiu em defesa do meia Diego Ribas, um dos mais hostilizados no protesto.

— A gente achou tudo estranho o que se passou. Não havia justificativa. Fomos eliminados nos pênaltis nas quartas de final. Passou, aquilo tinha passado mais que um dia. O Diego, hoje demonstrou o grande jogador, o grande capitão que é –, disse ele.

Em seguida, o treinador revelou o pedido que fez aos torcedores durante o papo no saguão do aeroporto: “Pedi a eles que, se gostam do Flamengo, que gostem dos jogadores. Isso tem que acabar. No campo, xinguem. Fora do campo, acabou. Isso tem que acabar aqui no Brasil”, finalizou Jorge Jesus.

Leia também:

Retirado de: Coluna do Fla