Técnico da Inter de Milão, Antonio Conte fala sobre o futuro de Gabigol

Gabigol em ação pelo Flamengo na partida de estreia da Libertadores de 2019 (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

O futuro de Gabigol no Flamengo segue incerto. O jogador pertence à Inter de Milão, que já recebeu uma proposta da diretoria do Rubro-Negro para vender o camisa 9. Mas a artilharia da Libertadores e os dois títulos importantes – bi da América e o hepta do Brasileirão – valorizaram o atacante. O atual técnico da Inter, Antonio Conte foi questionado sobre a situação de Gabigol e se ele seria integrado ao elenco em 2020.

O treinador demonstrou que estava ciente da ótima temporada feita pelo camisa 9 no Flamengo – ele ainda briga pela artilharia do Brasileirão –, e disse estar feliz pelo atacante.

— Tenho que ser honesto e te dizer que sobre o mercado de transferências, o clube tem que falar. Claro que estou feliz pelo jogador, porque ele está jogando muito bem. Estou feliz por ele ter vencido a Libertadores. Está marcando muitos gols no Campeonato Brasileiro. Eu estou feliz por ele, mas vamos ver, vamos ver. A Inter tem a última palavra sobre a situação – disse o técnico na coletiva.

Antes da partida de quarta-feira, o CEO da Inter de Milão, Giuseppe Marotta, falou sobre a situação do atacante Gabigol. O contrato com o Rubro-Negro expira ao fim do ano e ainda não há definição sobre futuro dele.

— Para ele, vale o discurso feito por Lautaro (Martínez). Está crescendo ano a ano. Ao fim de dezembro, voltará à Inter e depois avaliaremos a sua colocação. Temos requisições, dificilmente fará parte do nosso projeto. Avaliaremos as oportunidades com calma – afirmou o dirigente, em entrevista à “Sky Sports”, antes do duelo interista contra o Slavia Praga, pela Liga dos Campeões.

Valorização no mercado

Gabigol não foi apenas o homem-gol do Flamengo na final da Copa Libertadores e o artilheiro com 9 gols. Os títulos e poderio certeiro fizeram o jogador de 23 anos aumentar o seu valor de mercado significativamente. O passe de Gabriel Barbosa subiu de 18 milhões de euros (cerca de R$ 84,5 milhões) para 23 milhões de euros (cerca de R$ 108 milhões), segundo o “Transfermakt”, site especializado em valores de mercado.

Essa é a maior valorização na carreira do jogador. Antes disso, o máximo que Gabigol já havia atingido era 20 milhões de euros em 2016, quando foi vendido pelo Santos à Inter de Milão. Atualmente, o craque é o terceiro jogador mais caro do Brasileirão.

Retirado de: Extra

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here