Final da Libertadores não terá venda de bebidas alcoólicas

Anúncio sobre final da Libertadores entre Flamengo e Palmeiras (Foto: Divulgação/Twitter/@ConmebolLibertadores)
Banner Stake

O grande dia da final da Libertadores está chegando. Nesse sentindo, a decisão entre Flamengo e Palmeiras ocorrerá no dia 27 de novembro, Montevidéu, no Uruguai. A euforia toma conta das duas torcidas, entretanto, os torcedores que estarão presentes no estádio Centenário, verão a final de forma sóbria. Isso porque, o país sede estará em Lei Seca.

No dia 28, posteriormente a finalíssima, ocorrem as eleições para o Banco de Previsión Social (BPS), equivalente ao INSS uruguaio. Dessa forma, a lei 7.812, conhecida como Lei Eleitoral, proíbe a venda de bebidas alcóolicas no país até o fim do período eleitoral.

A ministra da Justiça Eleitoral, Analía Piñeyrúa, declarou ao site “El País”, que a lei será mantida mesmo com a realização do evento: “O Tribunal não se reuniu novamente e não tomou nenhuma resolução contra isso, então por enquanto a proibição está em vigor”.

Em contrapartida, a Conmebol conta com a flexibilização da norma para a finalíssima da Libertadores. Por fim, Flamengo e Palmeiras decidem o torneio intercontinental às 17h, horário de Brasília, no estádio Centenário.

Retirado de: Diário do Fla