Cinco jogadores do Flamengo vivem expectativa por convocação da seleção

Filipe Luis em ação pelo Brasil (Foto: Leo Correa/MoWa Press)

O Flamengo vive a expectativa de representar a seleção brasileira nos dois próximos compromissos, os amistosos nos dias 6 e 10 de setembro, contra Colômbia e Peru, respectivamente. A convocação de Tite será já nesta sexta-feira, véspera do clássico contra o Vasco, pelo Campeonato Brasileiro.

O portal Lance! listou cinco jogadores do Flamengo com chances em relação à primeira convocação do Brasil após o título da Copa América de 2019, a ser realizada às 11h (de Brasília), na sede da CBF.

Confira a lista completa abaixo:

Rodrigo Caio:

Rodrigo Caio vibrando no Maracanã (Foto: Thiago Ribeiro)

Contestado pela torcida do São Paulo, Rodrigo Caio desembarcou no Flamengo após um investimento na casa dos R$ 22 milhões, em janeiro. Regular, eficiente e determinado em cada jogada, o zagueiro de 25 anos voltou a jogar no nível dos tempos iniciais de Tricolor, que o fizeram atuar em quatro jogos pelo Brasil.

No fim de maio, já com a conquista do Carioca e apoio dos flamenguistas, Caio disse não estar preocupado com os chamados de Tite. O técnico e a comissão técnica da Seleção, no entanto, já haviam indicado que o camisa 3 está no radar. Mesmo que esteja em recuperação de uma lesão na coxa esquerda, pode ser que o campeão olímpico apareça na próxima lista da Amarelinha.

Filipe Luís:

Filipe Luis durante treino do Flamengo no Ninho do Urubu (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Este é nome garantido, caso não haja renovação no setor. Titular no início da vitoriosa campanha na Copa América-2019, Filipe Luís só não terminou o torneio entre os 11 por conta de uma lesão muscular. Por falar em questão física, o lateral esquerdo de 34 anos já atuou pelo Flamengo em duas ocasiões, mas ainda não em 90 minutos.

Filipe soma 44 partidas pelo Brasil, com dois gols marcados. Pesa a favor do defensor ex-Atlético de Madrid, que não tem o talento de Marcelo, mas fez por onde merecer o seu espaço, o fato de o futebol europeu estar no início de temporada, não dando tempo para outro lateral-esquerdo ficar em evidência.

Éverton Ribeiro

Éverton Ribeiro em ação pelo Flamengo (Foto: Celso Pupo/Fotoarena)

Contra o Grêmio, domingo último, olheiros da Seleção estiveram no Maracanã. De acordo com informações da repórter Gabriela Moreira, da “Globo”, o foco da observação atendia por Éverton Ribeiro. O meia iniciou no banco de reservas, entrou no fim e fechou o vitória com um belo gol. E ele, convocado para a Copa América de 2015, comentou a respeito de uma possível volta:

“Quem joga no Flamengo tem que estar preparado para a seleção, ainda mais com a equipe bem nas competições. Os olheiros estão vindo ver nossa equipe. Se puder ser convocado ficarei muito contente e por isso dou sempre o melhor em campo”, disse o atleta de 30 anos.

Bruno Henrique:

Bruno Henrique durante comemoração de gol marcado pelo Flamengo (Foto: Divulgação/Flamengo)

Vice-artilheiro do Flamengo na temporada, Bruno Henrique tem sido destaque desde a sua estreia. Até o momento, o atacante de 28 anos soma 15 gols em 35 partidas e está a quatro bolas na rede de fazer de 2019 o ano mais artilheiro de sua carreira. Já ventilado na Seleção Brasileira em 2017, o camisa 27 está ciente que uma hipotética convocação não seria surpresa.

“Essa temporada que estou fazendo posso dizer que é a mesma que eu fiz em 2017, quando tive um grande ano pelo Santos e fui especulado para a seleção brasileira. Então, é continuar fazendo o que tenho feito pelo Flamengo, e acredito que a seleção fica próxima. Quem trabalha, Deus ajuda. Se for agora, ou depois, será no tempo de Deus. Estou bem tranquilo, à vontade e contente aqui no Flamengo. Se vier a convocação, ficarei muito feliz. Caso não, seguirei trabalhando, pois sonhamos com grandes coisas esse ano no Flamengo”, disse o atacante, em entrevista ao canal “ESPN Brasil”.

Gabigol:

Gabriel e Jorge Jesus antes da partida entre Corinthians e Flamengo, válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro (Foto: Ale Frata/Código19/Folhapress/Folhapress)

Principal jogador da “Era Jorge Jesus”, Gabigol está retornando de lesão e, neste sábado, deve enfrentar o Vasco, após ficar de fora dos dois últimos jogos do Flamengo. Artilheiro do último Campeonato Brasileiro e atualmente o desta edição, o camisa 9 virou xodó dos rubro-negros em poucos dias.

Já são 22 gols em 33 partidas nesta temporada. E, aos 22 anos, Gabigol, além da pouca idade, tem o fator convocações marcantes a seu favor. O atleta emprestado pela Inter de Milão foi campeão olímpico em 2016, assim como Rodrigo Caio, e já esteve na seleção principal – disputou a Copa América-2016.

Última vez com convocados:

A última vez em que o Flamengo teve mais de um jogador convocado ocorreu no início de 2017, quando quatro rubro-negro foram chamados para o amistoso beneficente diante da Colômbia, no dia 25 de janeiro daquele ano, em homenagem às vítimas da tragédia com a Chapecoense, no Nilton Santos.

Na ocasião, Tite convocou o lateral esquerdo Jorge, o volante Willian Arão, o meia Diego e o goleiro Muralha. Antes disso, só em 1989, para um amistoso, o Flamengo havia tido mais de um representante com a Amarelinha – Zé Carlos, Jorginho, Aldair, Zinho e Bebeto foram chamados por Sebastião Lazaroni.

O que perderiam:

Mais uma curiosidade, desta vez que interessa diretamente o atual cenário. O primeiro jogo da Seleção é dia 6 de setembro e, possivelmente, os atletas do futebol nacional se apresentarão um dia após a rodada do fim de semana anterior. O Flamengo, por exemplo, tem o aguardado duelo diante do Palmeiras, no dia 1º de setembro (domingo), no Maracanã.

Assim, é provável que jogadores do Flamengo, em caso de convocação, não possam atuar somente contra o Avaí, pela 18ª rodada, no dia 7, na Ressacada. O posterior compromisso do Flamengo, também esperado, é apenas quatro dias depois do último da seleção nesta leva – diante do Santos, dia 14.

Leia também:

Retirado de: Lance