Com força máxima, Flamengo vira a chave em busca da classificação antecipada na Libertadores

Taça da Copa Libertadores da América (Foto: Divulgação/Conmebol)
Banner Stake

Ainda em clima de festa pela conquista do título do Campeonato Carioca, a equipe do Flamengo embarcou ontem para Quito, a capital do Equador, onde encara a LDU amanhã, às 21h30, com a confiança em alta.

Precisando apenas do empate para garantir com antecedência uma vaga nas oitavas de final da Copa Libertadores, o técnico Abel Braga vai levar a campo o que tem de melhor à sua disposição para o duelo na altitude de quase três mil metros.

Sem esconder a obsessão pelo torneio continental, o Rubro-Negro pretende jogar com o time reserva na estreia no Campeonato Brasileiro, contra o Cruzeiro, sábado, às 21h, no Maracanã. Planejamento que visa ao confronto com o Peñarol, em Montevidéu, a capital do Uruguai, no dia 8, o último da fase de grupos. Antes, a equipe encara o Internacional, dia 1º, no Beira-Rio, em Porto Alegre, e o São Paulo, dia 7, na casa do adversário, no Morumbi.

Ciente da necessidade de acabar de vez com o risco de eliminação e jogar a última rodada sem pressão, o volante Cuéllar até festejou o título carioca, mas fez questão de frear a empolgação para virar a chave e focar no duelo de amanhã. O jogador ressaltou a dificuldade de jogar na altitude de Quito, um fator que costuma complicar os adversários da LDU.

“Temos que ter a cabeça no lugar. Comemoramos com a família, descansamos em casa, mas agora é hora da Libertadores, que é muito importante e queremos ganhar. Vai ser um jogo complicado. Já jogamos mais alto, contra o San José (na vitória por 2 a 1, em Oruro, na Bolívia) e sabemos da dificuldade. Temos que entrar concentrados”, alertou o volante colombiano, afastando de vez o clima de oba-oba.

Artilheiro Bruno Henrique volta ao time

Suspenso no segundo jogo da decisão do Campeonato Carioca, contra o Vasco, depois de ter marcado os dois gols na vitória no primeiro jogo da decisão, o atacante Bruno Henrique está novamente à disposição do técnico Abel Braga para a partida de amanhã contra a LDU, em Quito, pela quinta rodada da Copa Libertadores. Artilheiro do Estadual, com oito gols, Bruno Henrique deve entrar na vaga do meia Diego, que perdeu a posição para o uruguaio Arrascaeta. No mais, o resto do time titular deve ser o mesmo que bateu o Vasco por 2 a 0, no domingo passado.

No dia seguinte à vitória, o zagueiro Léo Duarte, em entrevista ao canal Fox Sports, disse que o Flamengo não precisa de reforços para a zaga. “Tem jogadores importantes ali. O Rhodolfo, o Rodrigo Caio, que joga demais, o Thuler, que é novo, assim como eu. Mas, se vier, é muito bom também. A temporada é longa, vai chegar para somar e aumentar a competitividade dentro do grupo”, disse.

Retirado de: O Dia