Flamengo encerra mochilão europeu com otimismo por Jesus e à espera de “sim” de um zagueiro

Marcos Braz chega ao Rio nesta sexta após três semanas. Conversa por treinador aponta um ano de contrato e início dos trabalhos dia 20; Zapata é preferido, mas há outras opções para defesa

Jorge Jesus durante coletiva de imprensa (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Conversas intensificadas, interesse mútuo, otimismo no acerto e precaução. Com o pedido de demissão de Abel Braga, o Flamengo acelerou as conversas com Jorge Jesus e encaminhou um acordo por uma temporada (até o início da próxima temporada europeia). Pendências ainda precisam ser resolvidas para o martelo ser batido, mas internamente o Rubro-Negro deseja que o português comece a trabalhar dia 20.

Isso porque o departamento de futebol prevê uma semana de folga após a paralisação do Brasileirão para Copa América. A última partida do Flamengo será contra o CSA, dia 12, no Mané Garrincha, em Brasília. A expectativa inicial, com Abel Braga, era de que o elenco fosse liberado até segunda-feira, dia 24, mas o prazo está sendo revisto.

Leia também:

O acerto com Jorge Jesus passa por questões burocráticas e também pela discurso do planejamento para a sequência rubro-negra na temporada, como reforços. A diretoria, por sua vez, trata a situação com otimismo e mantém o silêncio baseada no chavão de que “ainda não há nada assinado”.

Marcos Braz e Bruno Spindel estavam justamente em Lisboa para estreitar a relação com o português e seus representantes quando receberam a notícia de que Abel Braga tinha entregado o cargo e intensificaram as tratativas. O vice-presidente de futebol chega no Rio de Janeiro na manhã de sexta-feira, mas a tendência é de que Spindel permaneça em solo europeu.

Neste momento, o Flamengo não trabalha em cima de outras opções no mercado e confia no sucesso das conversas com Jorge Jesus.

Cartas na mesa e espera por zagueiro

(siga nosso perfil no Instagram: @GaveaNews)

https://www.instagram.com/p/ByGkwmIB9rK/

A passagem de Braz e Spindel pela Europa colocou o novo técnico na mira do Flamengo, mas a pauta inicial era a contratação de reforços. Os dirigentes voltam ao Brasil com o acerto com Rafinha na bagagem e a expectativa alta pelo “sim” também de um zagueiro. Cristian Zapata, do Milan, é o preferido.

O jogador de 32 anos e que está na pré-lista da Colômbia para Copa América está em término de contrato com o Milan e fica livre no mercado. Na Europa há 14 anos, porém, – passagens ainda por Udinese e Villareal -, Zapata já sofreu o assédio de outras equipes do Velho Continente. Até por isso, a diretoria rubro-negra fez questão de antecipar-se à abertura da janela e entrar em ação antes de propostas formais de clubes europeus.

Zapata é o preferido, mas não a única opção. Ciente da situação de emergência na busca de uma companheiro para Rodrigo Caio, o Flamengo atira também em outras frentes: Jemerson, do Monaco, e Bruno Viana, do Braga, também foram procurados. As condições de negócio, entretanto, não agradaram pela necessidade de compra dos direitos. Além deles, o chileno Igor Lichnovsky, do Cruz Azul, do México, e convocado por Reinaldo Rueda para Copa América, está no radar como opção.

Retirado de: Globo Esporte