Treinador do Flamengo, Jorge Jesus fala pela primeira sobre o futuro do volante Gustavo Cuellar

Cuellar em ação pelo Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Na primeira vez que falou de Cuéllar, afastado pela diretoria do Flamengo após se recusar a viajar para Fortaleza, Jorge Jesus não precisou de muitas palavras. Mas o pouco dito pelo português após os 3 a 0 sobre o Ceará foi suficiente para externar sua decepção. Afirmou que o colombiano se colocou acima do Rubro-Negro, o que considera um erro.

— Foi uma decisão da diretoria. O Cuéllar se recusou a viajar para o jogo aqui com o Ceará. Situação que não compete a mim. São outros interesses que precisam ser analisados por ele e pela diretoria do Flamengo. O que digo é que o símbolo do Flamengo é que distinguem o clube. A história de um clube é o próprio clube.

Leia também:

— O símbolo do Flamengo é que está acima. Não é jogador, não é treinador. Quando alguém pensa que está à frente do clube, vai ter sempre problemas.

Apesar das críticas, Jesus, ciente das baixas no setor de meio-campo, reconheceu que Cuéllar fará falta na sequência da temporada.

Nos faz alguma falta como jogador, porque perdemos naquele setor. Perdemos o Diego. Contra o Inter, não tenho o Arão. Não há muitas situações, mas primeiro o clube, primeiro o Flamengo. Depois o jogador. Ele vai ter que assumir as consequências da atitude que tomou. A direção e o jogador, com certeza, vão chegar a uma decisão – completou.

Retirado de: Globo Esporte