Jogador do Goiás critica diretoria do clube devido a ingressos disponibilizados para a torcida do Flamengo

Torcedores fazem a festa no Maracanã durante partida do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal e Marcelo Cortes/Flamengo)

Querendo aumentar a distância para o Palmeiras e defendendo uma invencibilidade de 15 jogos de invencibilidade no Campeonato Brasileiro, o Flamengo encara o Goiás, nesta quinta-feira. Apesar do jogo ser no Serra Dourada, a torcida rubro-negra terá direito a 50% da carga total disponibilizada pelo clube esmeraldino.

A decisão da diretoria rival não agradou muito ao atacante Michael, destaque do Goiás na atual temporada. O camisa 11 deixou clara a insatisfação por ter que jogar com o Serra Dourada dividido com a Nação Rubro-Negra.

— A minha opinião é que deveria ter sido 70-30, 70 para o Goiás e 30 para o Flamengo. Chega lá e dá mais para a gente? Não dá! Não é uma atitude muito certa, mas isso não depende de mim. A minha opinião eu deixo claro que é essa.

O atacante elogiou o Flamengo, mas deixou claro que o Goiás precisa se impor jogando em casa. O adversário do Flamengo vem de derrota por 4 a 1, para o Athletico-PR, na Arena da Baixada.

— Jogo difícil, é uma equipe muito boa e não à toa é a atual líder, mas temos que nos impor, é a nossa casa, temos que fazer valer o mando de campo e dar o máximo para que possa sair com a vitória. Viemos de uma derrota que não foi muito boa, não esperávamos tomar tantos gols, mas agora vamos concentrar, focar e descansar para que quinta-feira esteja de tanque cheio para enfrentar o Flamengo.

Enquanto o Flamengo segue firme para conquistar o seu sétimo título brasileiro, o Goiás luta para se afastar da zona de rebaixamento. O atacante Michael falou da importância de vencer o Rubro-Negro e deixar o fantasma da segunda divisão para os outros concorrentes.

— Nada melhor do que ganhar do Flamengo para que possamos manter a cabeça fora da água, porque ainda não nos livramos do rebaixamento. Temos 38 pontos e isso me incomoda. Quero atingir os 45 pontos o mais rápido possível. É difícil, as pessoas acham que estamos livres do rebaixamento e não estamos, ainda estamos precisando fazer pontos.

Retirado de: Coluna do Fla

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here