Patrocinador do Flamengo, Fluminense, Botafogo e Vasco é acusado de diversos crimes

O empresário e dono da marca “Azeite Royal”, Eduardo Giraldes, foi acusado de fraude a associação criminosa. O negócio é patrocinador dos quatro grandes do Rio de Janeiro.

A mais nova acusação foi feita pelo Tribunal Regional Federal da 2ª região, em 2016, e divulgado pelo jornal “O Globo”, nesta terça-feira.

O empresário foi condenado em primeira instância pelos crimes de associação criminosa, falsificação e uso de documento particular, além de furte sob fraude e qualificado.

Além disso, o empresário do patrocinador Azeite Royal foi cobrado em R$1 milhão devido à multa aplicada pela Justiça.

Dessa forma, a condenação é de 8 anos e 3 meses de prisão. No entanto, o mesmo empresário responde todas as acusações do TRF em liberdade.

Mesmo com a condenação imposta sobre Eduardo Giraldes, o dono da marca de azeites teve a pena reduzida para cinco anos, em agosto de 2019.

Nesse sentido, o empresário tem restrições sobre indas e vindas com relação às viagens. Inclusive, precisa pedir autorização ao TRF em casos como esses.

Para se ter noção da gravidade dos crimes que a Azeite Royal está envolvida, por exemplo, o procurador regional da República, Leonardo Costa, explicou.

“Acredito que as pessoas envolvidas na quadrilha hoje desenvolvam atividades profissionais com o dinheiro advindo da clonagem de cartões. O núcleo do Eduardo Giraldes era o mais sofisticado. Eles tinham conexão com os Estados Unidos, por conta de uma empresa de importação e exportação. Esse esquema tinha uma ramificação muito grande. Era complexo e com muitas pessoas”, disse.

Dentro dos clubes, tanto o Vasco como o Flamengo renovaram o contrato de patrocínio com a empresa até final de 2020.

No geral, a Azeite Royal patrocina também o Fluminense e Botafogo- esse último, por exemplo, firmando parceria na última temporada.

Retirado de: Torcedores

21 COMENTÁRIOS

  1. ...
  2. Sai fora de coisas erradas Mengão não precisamos de coisas erradas chega..basta..vamos passar o brasil a limpo..não vou comprar mais este azeite..

    • O conselho do flamengo, hj é bem rigido para aprovar novos patrocinios, será q eles ñ sabiam dessas falcatruas? Vms buscar parceiros novos, toda marca gostaria de está no manto sagrado hj

  3. Ele tem CPF …. A empresa CNPJ , desde que não tenha falcatrua no contrato de patrocínio, não vejo erro dos clubes , …. rescisão de patrocínio deveria acontecer somente se não houver prejuízos aos clubes . Caso contrário cumpra o contrato e deixa ele responder pelos atos dele sem ligação aos clubes .
    Minha opinião !

      • Ms pelo q Lii do processo,, ele é de 2016 nemhum Empresa faz parceria s levantar a outra Empresa, nimguem vai colocar uma marca s saber se essa Empresa está com poblemas com a justiça,, sim concerteza eles sabem disso, Ms Vasco TB sabe botafogo e fluminense,, Ms isso n cabe aos clubes sobre processo judicial, cabe a justiça brasileira tomar a atitude devida,, se n fez a culpa é da justiça n dos parceiros,, porq se a Lei n é aplicada pela própria lei, de uma forma convicente aí fica complicado, porq a própria Lei deu a oportunidade p q seja corrupta, no seu procedimento em aplicar como devido as instâncias p q a sim condenados teriam q cumprir no regime fechado, Ms abrem brechas p corrupção e propina quando Ms sendo condenado, eles conseguem recorrer e ganhar p o seme aberto,, ou liberdade condicional com redução de pena, prisão domiciliar etc…..Ms isso só acontece p os próprios políticos q criam essas leis, e p os Empresários, porq p o pobre é cadeia e se pichar aí n é só essa n, essa é q veio átona tem várias aí q devem estar com processos e estam no mercado firme e forte,, segue o fluxo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here