Ídolo do Botafogo era torcedor do Flamengo, revela sua ex-mulher

A cantora Elza Soares, ex-mulher de Garrincha, fez revelações importantes sobre o então jogador de futebol. Segundo ela, Garrincha era flamenguista, mas tinha uma “dor” por não ter sido aceito no Flamengo.

“O Garrincha era flamenguista. A maior dor dele foi não ter sido aceito pelo Flamengo porque tinha as pernas tortas”, disse Elza em entrevista ao apresentador André Rizek no podcast Futebol Arte.

Apesar da idolatria no Botafogo, a cantora afirmou que o amor do jogador pelo Flamengo não acabou. “Ele era profissional, respeitava o time que jogava, mas era flamenguista”, disse.

Elza Soares também comentou sobre quando conheceu Garrincha em 1962. “(Em 1962) alguns cantores foram convidados para um show na concentração dos jogadores. No lugar, não tinha onde trocar de roupa. Aí veio um moço me oferecendo o quarto dele para trocar de roupa. Não tinha ideia de quem era. Depois me contaram que o quarto que troquei de roupa era do Garrincha, do melhor jogador do mundo”, contou ela.

O jogador morreu em 1983 por conta de uma cirrose hepática. Elza lamentou a perda da luta do jogador contra a doença. Os dois se casaram em 1966 e se separaram em 1982 por causa do alcoolismo de Garrincha.

“O Mané (Garrincha) era alegre e feliz, apesar das maldades que faziam com ele. Ele era muito alegre, brincalhão e estava sempre sorrindo. Se não fosse a maldita bebida, talvez o Mané ainda estivesse aqui conosco”, completou.

Retirado de: Torcedores

11 COMENTÁRIOS

  1. Eu sempre soube que Garrincha era flamenguista, e, desde pequeno. A irmã da minha avó, minha tia avó que eu chamava de tia Lita, deu aula pra ele quando garoto. Só não me lembro se foi em Raiz da Serra ou Pau Grande. Tenho 63 anos, peguei o futebol dos anos 60, mas, infelizmente não vi Garrincha jogar como profissional, nem em estádio e nem na televisão. Me lembro apenas de um jogo amistoso que ele jogou pelo Flamengo. E, desse jogo, só me lembro de uma chance de gol que ele chutou por cima do gol. Vi Pelé jogar ao vivo no Maracanã, mas, não tenho a menor condição de fazer comparação entre os dois. Elza Soares falou a verdade. Pra cima do Boa Vista amanhã. Avante Flamengo.

  2. ...
  3. Pena que o futebol tem dessas coisas, e passa rápido, mas ele no final de carreira conseguiu jogar 1 ano no Flamengo. Depois se transferiu para o S. Paulo e se entregou a bebida morreu novo, dizem os mais velhos que jogou mais que o Pelé.

    • Cooorreto meu amigo,ele era o que armava a jogada, que deixava o Pelé de cara(nos dias de hj era como se fosse um Messi, deixando o Suárez na cara do gol),dibrava sem as bolas nos pés,ele tinha um dibre pra direita que ngm,ngm pegava,era uma espécie de “peladeiro do bairro” que geral queria jogar do lado e ngm queria jogar contra pois sabiam de sua habilidade.

  4. Não peguei a época do Garrincha, mas meubpai me levou ao Maracanã na despedida dele, lembro que na volta olímpica, quando chegou em frente da Charanga Rubro Negra, ele parou e reverenciou a massa Rubro Negra, lembro que muita gente chorava, deve ter sido um monstro.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here