Vice-presidente da CBF fala sobre a busca por soluções com possível adiamento do Campeonato Brasileiro

Sede da CBF no Rio de Janeiro (Foto: Cahê Mota/Globo Esporte)

O mundo esportivo parou nos últimos dias e não tem previsão de retorno. O surto de coronavírus que chegou a um nível de pandemia nas últimas semanas fez as principais federações do mundo suspenderem os seus jogos. As consequências disso virão nos próximos meses já que muitos torneios não tem uma previsão de retorno. O Brasileirão, que iria começar em maio, pode ter rodadas atrasadas.

Hoje, Francisco Novelletto, vice-presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) disse em entrevista à rádio Grenal que busca soluções para a maior liga brasileira de futebol.

Segundo Novelletto, existe pouca chance do Brasileirão ter rodadas a menos do que nos anos anteriores porque segundo ele os valores dos contratos com os clubes e outras empresas seriam menores e podiam gerar insatisfações.

“O problema de diminuir a competição são os valores dos contratos. Se não se tem dinheiro, não se tem campeonatos. Existem compromissos assumidos. Estamos tentando encontrar soluções.”

Novelletto deixou o Brasileirão de lado por alguns minutos para falar sobre uma possível ajuda que a CBF poderia dar a clubes pequenos em relação a questão financeira. O vice da CBF destacou que ainda não possui um plano para isso já que a paralisação dos torneios e as decisões estão sendo tomadas de forma muito rápida.

“Não deu tempo da direção da CBF pensar em maneiras de ajudar os clubes. Tem acontecido tudo muito rápido.”

Retirado de: Torcedores

6 COMENTÁRIOS

  1. ...
  2. Não concordo com adiamento.

    Que sejam criados dois grupos com 10 times jogando entre eles, os Campeões de cada grupo decidem o título.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here