Conmebol TV busca parceiros para diminuir valor da assinatura

5

A Conmebol TV, o canal pay-per-view da confederação sul-americana em parceria com a Band que terá exclusividade em alguns jogos da Libertadores e em todos da Sul-Americana para o Brasil até 2022, iniciou suas transmissões nesta terça-feira (15) destacando as marcas dos patrocinadores da entidade, mas a Conmebol trabalha para encontrar novos parceiros.

O blog apurou que há procura por mais patrocinadores, que podem se juntar exclusivamente para as transmissões. O foco, claro, é de empresas de setores diferentes daqueles que já têm contrato com a Conmebol. São três alvos: de telefonia, da área da saúde e de eletrodomésticos. Não há ainda um direcionamento, mas é possível que, a médio prazo, esses acordos façam o preço da assinatura, hoje em R$ 39,90, diminuir — isso vai depender também, claro, da aceitação desse valor pelos consumidores nos primeiros meses.

Como é um produto de canal fechado, a Conmebol e a parceira Band receberiam menos do que o SBT negocia as suas seis cotas para TV aberta, em torno dos R$ 35 milhões. Mas há um detalhe, que pode modificar esses números.

Os departamentos comerciais do SBT e da empresa que negocia os direitos da Libertadores, a IMG, trabalham em parceria em busca de patrocinadores para a Libertadores. O SBT, que fechou para TV aberta até 2022, deu como prioridade conversas com parceiros já assinados com a Conmebol. São nove: Qatar Airways, EA Sports, Bridgestone, Unilever (Rexona), PepsiCO (Gatorade), Santander, Mastercard, Betfair e Ford.

Mas também abriu conversas com empresas de outros ramos, como a telefônica Claro. Há no contrato do SBT com a Conmebol gatilhos que aumentarão o valor recebido pela confederação com base nos patrocinadores novos fechados, e que poderiam ser usados também na Conmebol TV — há que se fazer alguns ajustes porque a parceria com a Band transmitirá também confrontos da Copa Sul-Americana.

A Conmebol TV estreou nesta terça, ainda de forma gratuita para assinantes das TVs a cabo Claro e Sky, com três transmissões: Jorge Wilstermann (BOL) 2 x 3 Athletico, Binacional (PER) 0 x 1 LDU (EQU) e Santos 0 x 0 Olímpia (PAR). A produção da transmissão é toda da Conmebol, com narração, comentário e reportagem a cargo da Band — nas próximas semanas começará a ser cobrada a assinatura mensal de R$ 39,90.

Nesta quarta-feira (16) serão mais três jogos, dois exclusivos para o Brasil: Estudiantes de Mérida (VEN) x Alianza Lima (PER) e Independiente Medellín (COL) x Caracas (VEN). Universidade Católica x Grêmio terá transmissão, mas também em aberta, do SBT, para o sul do país. Até o fim da fase de grupos serão um total de 27 jogos da Conmebol TV, 23 exclusivos, quatro deles de brasileiros. Está é a aposta da confederação e da Band para que assinaturas sejam feitas e patrocínios sejam vendidos.

Retirado de: Marcel Rizzo/UOL

5 COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here