Flamengo é o time com maior prejuízo por falta de público; veja ranking

1
Escudo do Flamengo é exposto próximo a um dos gols, no gramado do Maracanã (Foto: Daniel Castelo Branco)

O Campeonato Brasileiro já ultrapassou a marca de R$ 16 milhões em prejuízo para os times participantes por conta da falta de público. O levantamento feito pelo jornalista Danilo Lavieri, leva em conta os números enviados pelas equipes para a CBF até a 22ª rodada.

Os documentos consideram custos como pagamento da equipe de arbitragem, despesas operacionais do estádio, segurança, ambulância e controle de dopagem. Normalmente, eles seriam cobertos com a renda obtida pela venda de ingressos de cada partida.

Flamengo e Fluminense estão quase empatados na liderança dos gastos por terem que arcar com os custos do estádio do Maracanã. Eles gastaram, respectivamente, R$ 2.066.403,65 e R$ 2.050.665,11 cada um. Isso significa, em média, quase R$ 190 mil por cada partida como mandante.

O ranking continua com Atlético-MG e Botafogo, com gastos superiores a R$ 1,1 milhão. Os dois também sofrem com o fato de não terem estádios próprios e precisam pagar a operação dos seus jogos no Mineirão e no Nilton Santos.

Há alguns casos com observações específicas neste levantamento. O Palmeiras totaliza R$ 876 mil de gastos, sendo que R$ 130 mil serão devolvidos pela WTorre. Isso acontece porque o Alviverde não pôde jogar em casa contra o Santos e alugou o Morumbi. Pelo contrário entre clube e construtora, quando isso acontece, os gastos são de responsabilidade da gestora do Allianz Parque.

Já o Sport não envia o detalhamento completo e conta com a conivência da CBF, mesmo que a prática vá contra a transparência pedida pelo Estatuto do Torcedor. O clube do Recife é o único da Série A que não esclarece os seus gastos e só coloca no boletim o gasto com seguro, que não chega nem aos R$ 10.

Confira o ranking completo:

1º – Flamengo: R$ 2.066.403,65
2º – Fluminense: R$ 2.050.665,11
3º – Atlético-MG: R$ 1.126.614,99
4º – Botafogo: R$ 1.119.504,12
5º – Palmeiras: R$ 876.500,00
6º – Ceará: R$ 870.302,99
7º – Vasco: R$ 757.709,27
8º – Bahia: R$ 731.749,11
9º – Fortaleza: R$ 689.620,00
10º – Internacional: R$ 674.261,44
11º – Santos: R$ 667.286,43
12º – São Paulo: R$ 643.140,74
13º – Coritiba: R$ 610.577,40
14º – Grêmio: R$ 603.747,29
15º – Corinthians: R$ 590.560,91
16º – Red Bull: R$ 572.321,74
17º – Athletico: R$ 510.244,89
18º – Atlético-GO: R$ 457.773,24
19º – Goiás: R$ 447.341,83
20º – Sport: R$ 82,68

Total: R$ 16.066.407,83

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here