Convocações e lesões continuam sendo um grande problema no Flamengo

Arrascaeta comemorando gol marcado pela Seleção Uruguaia (Foto: Reprodução/Instagram@GiorgianDeArrascaeta)
Banner Stake

O Flamengo tem sofrido muito com as convocações e as lesões. Na partida contra o Bragantino, Renato Gaúcho só tinha quatro titulares à disposição. O treinador rubro-negro terá esses mesmos problemas nas duas próximas partidas contra Fortaleza e Juventude.

A falta que Arrascaeta, Gabigol e Everton Ribeiro fazem ao time é imensa. O trio, juntamente, com Bruno Henrique, é considerado o melhor setor ofensivo do futebol Sul-Americano. Não sabemos se o resultado contra o Bragantino seria diferente se o trio estivesse em campo, mas o entrosamento é indiscutível. Lembrando, que em Novembro também teremos datas-Fifa e os três devem desfalcar novamente o time em momento importantes. Análise Tática Bragantino 1 x 1 Flamengo: Chance desperdiçada.

Outro grande problema que vem sendo uma pedra no sapato rubro-negro são as lesões. David Luiz, Diego Ribas e Gustavo Henrique estão no departamento médico. Bruno Henrique, com dores na coxa, era dúvida pro jogo, Andreas Pereira foi substituído e preciso colocar gelo no adutor, Filipe Luís foi poupado porque estava desgastado e poderia acabar se lesionando se forçasse muito. Então, esse ritmo frenético de um jogo atrás do outro é um dos fatores responsáveis por esse aumento número de lesões. Inclusive, essa sequência absurda de jogos foi um dos pontos abordados por Renato na coletiva.

— Não temos tempo nem para descansar, nem para dormir direto. Vivemos dentro de hotel e avião. Agora seria o prazo, com os jogos da seleção, teríamos tempo, mas o campeonato não parou. Tem equipes que jogam duas, uma vez por semana, e o Flamengo joga três. Depois temos que ver as pessoas falando que o Fla não se interessa pelo Brasileiro.

Retirado de: Diário do Fla