Conmebol decide punir a Rede Globo

42
Logomarca da Rede Globo (Foto: Reprodução)

Faltando apenas três dias para a grande final da Libertadores, torcedores do Flamengo e Palmeiras ficam cada vez mais ansiosos e se organizam para assistir o confronto. Ambas as equipes já compareceram a seus respectivos compromissos anteriores ao duelo e rumam a Montevidéu, onde se encontrarão no fim de semana.

Enquanto a expectativa cresce pela decisão, os bastidores da mídia seguem movimentados. No decorrer desta semana, diversos profissionais acompanham as delegações dos clubes e buscam quaisquer detalhes referentes aos planos e preparações dos clubes.

Porém, uma das emissoras entrou em conflito com a entidade organizadora do evento e teve todas as suas interações com a final da competição barradas. A decisão da Conmebol surgiu após a Rede Globo reproduzir uma das entrevistas de Abel Ferreira de forma irregular.

Por regra, apenas as emissoras que detêm os direitos de transmissão do torneio podem passar eventos ao vivo da competição. Neste caso, somente os canais de Grupo Disney, SBT e a Conmebol TV possuem acesso às transmissões em tempo real.


Com a medida adotada pela entidade, todos os profissionais credenciados da Globo ficarão barrados de fazer qualquer cobertura da final da Libertadores dentro do estádio. O mesmo aconteceu na final da Sul-Americana, disputada por Bragantino e Athletico-PR no último sábado (20).

Contudo, a emissora busca formas de contornar a situação e garantir a entrada de seus jornalistas e repórteres no Estádio Centenário, mesmo que pelo acesso destinados às torcidas. As informações foram divulgadas inicialmente pelo jornalista Gabriel Vaquer, do Notícias da TV.

Ainda com clima de incertezas para os funcionários da Rede Globo, a decisão entre Flamengo e Palmeiras ocorrerá neste sábado (27). A bola rolará às 17h (horário de Brasília), em Montevidéu, capital do Uruguai. O evento contará com as transmissões da Fox Sports e da SBT.