Estilo de vida e resenha ajudaram Arturo Vidal a se adaptar ao Flamengo

0
Arturo Vidal em ação pelo Flamengo durante o jogo contra o Botafogo pelo Campeonato Brasileiro de 2022 (Foto: Reprodução/Flamengo)

“O Vidal é a cara do Flamengo, é a cara do Rio de Janeiro.” Mesmo quando o chileno e o clube ainda “namoravam” à distância, a opinião já era praticamente unânime na Cidade Maravilhosa de que o jogador iria se adaptar e se apaixonar rapidamente pelo Rubro-Negro e pela cidade. Passados dois meses desde sua chegada, o volante tem cumprido as previsões e, dentro e fora de campo, já se sente em casa no Brasil.

Conhecido mundialmente pelos clubes poderosos pelos quais passou e pelo estilo excêntrico, o ex-atleta de Bayern de Munique, Barcelona, Juventus, Inter de Milão, entre outros, já é uma figura querida no vestiário flamenguista. Diferentemente da grande maioria dos estrangeiros que chegam ao país mais tímidos e demoram a se soltar, Arturo Vidal é “da resenha”, como costumam dizer os boleiros.

Tão logo desembarcou no Ninho do Urubu, tornou-se muito próximo do uruguaio Arrascaeta, até pela facilidade da língua. Nas viagens, costumam sentar lado a lado. Já o lateral direito Rodinei ficou sob suas asas e ganhou o apelido de “avión” pelo seu estilo de jogo de muita potência física. Os mais veteranos também o adoram, casos de David Luiz e Filipe Luis.
Gabigol, que possui uma personalidade forte, fez questão de abraçá-lo logo em sua chegada, convidando-o para uma festa em sua casa onde outros jogadores do elenco marcaram presença.

Nos jogos, Vidal costuma orientar os mais novos e, quando está no banco de reservas, mostra-se sempre enérgico, alertando os companheiros em campo e sendo quase um auxiliar do técnico Dorival Júnior.

Mesmo ainda não sendo considerado titular absoluto, apesar das boas atuações, Vidal está feliz vivendo o seu tão almejado sonho de vestir a camisa rubro-negra, algo desejado há tempos.

“O Vidal é da resenha. O pessoal gostou dele rapidamente pelo perfil agregador que tem. Já é uma das principais lideranças do grupo”, disse ao UOL Esporte um funcionário do Flamengo.

Mora na ex-casa de Isla e distribui camisas aos fãs

Vidal, como a maioria dos jogadores de futebol que atuam no Rio de Janeiro, escolheu o bairro da Barra da Tijuca, na Zona Oeste (RJ), como local de moradia. O apartamento onde vive é o mesmo onde morava seu compatriota e companheiro de seleção chilena, Isla, hoje na Universidad Católica (CHI).

É da confortável cobertura em frente ao mar que ele desfruta de seus momentos de lazer ao lado da esposa, a colombiana Sonia Isaza. Considerado um cara “do povão”, ele também bate ponto no calçadão aos fins de tarde para uma caminhada, uma água de coco ou simplesmente para admirar o vaivém das ondas.

Funcionários do quiosque “Rei do Mar”, que fica em frente ao seu condomínio, dizem que Vidal é sempre muito solícito com os fãs, e não se furta em recompensá-los.

“Ele autografa direto umas camisas e joga da varanda para a galera aqui embaixo [risos]”, diz o garçom Marcos Júnior, funcionário do estabelecimento.

Ao lado funciona o quiosque “Bar do Mico” que, por ironia do destino, possui uma bandeira do Chile junto com uma do Brasil. Apesar da grande coincidência e disso ter despertado sua curiosidade, ela não foi colocada para homenageá-lo. O motivo é que a dona do empreendimento é chilena.

“Uma vez ele veio aqui e perguntou sobre a bandeira do Chile, e a gente explicou que a dona é chilena. Ele adorou”, revela o garçom Leonardo Santos.

Quando o UOL Esporte esteve no local ontem, havia um torcedor do Flamengo vestido com a camisa rubro-negra. Ele tomava uma cerveja e não sabia que Vidal morava bem ali na frente.

“Sério? O chileno do Flamengo? Caramba!”, se surpreendeu o cozinheiro Geraldo Santos, complementando:

“Se ele passar aqui vou pedir para tirar uma foto. Espero que ele traga o título da Libertadores e da Copa do Brasil”.

Futevôlei e Rock in Rio

Logo em sua primeira semana no Rio de Janeiro, Vidal aproveitou um dia de folga para se arriscar no futevôlei em pleno fim de semana ensolarado e de praia na cidade. Sob olhares de diversos curiosos, participou com muita disposição, mas deu sinais de que precisa ainda de algumas aulas de um esporte tipicamente brasileiro e que teve início na capital carioca.

Neste mês, também marcou presença no Rock in Rio ao lado dos companheiros Gabigol, Arrascaeta e Everton Ribeiro após o empate em 1 a 1 com o Ceará no Maracanã. Na ocasião, a principal atração do festival foi o canadense Justin Bieber. Ao lado da esposa Sonia, cantou e dançou os principais hits do fenômeno pop.

Com o mesmo pique que tem demonstrado em campo, sua presença já parece praticamente certa na Sapucaí no Carnaval do ano que vem.

Arturo Vidal tem contrato com o Flamengo até o fim de 2023.

Retirado de: UOL