Questionado sobre Rodinei, Dorival Junior justifica por que não está utilizando o lateral Guillermo Varela no Flamengo

Guilhermo Varela estreia pelo Flamengo em jogo contra o Ceará (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Banner Stake

Pela 30ª rodada do Brasileirão, Flamengo e Internacional não saíram do 0 a 0 no Maracanã. O resultado mantém o Rubro-Negro na quinta colocação. Apesar do resultado, o técnico Dorival Júnior elogiou a atuação da equipe.

— Nós estávamos fazendo um jogo de transição, competindo em igualdade com o Inter, que faz isso muito bem. A nossa equipe chega com posse de bola para atacar bem. Isso não estava acontecendo até os 20 da primeira etapa. Acertamos o posicionamento, evoluímos com posse e melhoramos a chegada no último terço – disse, antes de continuar:

— Enfrentamos uma equipe que marcou muito bem. Temos que reconhecer. Eles foram valentes, marcaram muito bem. No segundo tempo, poucos foram os momentos que o Inter nos atacou. Foi um espetáculo, esperávamos um resultado positivo. Eu saio satisfeito pela maneira como a equipe jogou, mas gostaria de dar ao torcedor um resultado muito melhor – finalizou em coletiva após o empate.

No segundo tempo, Dorival optou por Matheuzinho no lugar de Rodinei. Como tem Varela à disposição, o treinador explicou as poucas chances ao lateral uruguaio, que só atuou em três oportunidades.

— O substituto imediato do Rodinei, que por merecimento vinha se mantendo na posição, era o Matheus, que também tinha boas atuações no Brasileiro. O Varela a chegada foi importante pela saída do Isla. Excelente nível e que precisa de uma sequência. Um dos poucos que ainda não teve. Mas eu precisava respeitar o que estava acontecendo. Matheuzinho vinha fazendo excelentes partidas. Vai chegar o momento do Varela, que é um jogador muito bom. No momento certo será aproveitado.

Esse foi o último jogo do Flamengo no Maracanã antes da final da Copa do Brasil, na quarta, contra o Corinthians. Agora, o Rubro-Negro enfrenta o Cuiabá, no sábado, às 19h, na Arena Pantanal.

Para o próximo jogo, Dorival revelou que o planejamento está sendo feito de forma alinhada aos departamentos. Gabigol, por exemplo, é um dos jogadores que ficará fora contra o Cuiabá e, não á toa, o atacante forçou o terceiro cartão amarelo.

— Gabriel não jogaria essa partida por causa da sequência e da entrega que vem tendo. Isso já era programado para alguns jogadores que tinham jogos seguidos. Não foi de hoje que fizemos. Internamente decidimos diretrizes e manteremos essa proposta que foi apresentada e estudada por todos os departamentos. Vamos ver se não tem ninguém fora de combate para montarmos a melhor equipe possível.

Retirado de: Globo Esporte