Treinador do Brasil, Fernando Diniz alfineta Jorge Jorge

Jorge Jesus durante um jogo do Fenerbahçe (Foto: Divulgação/Fenerbahçe)
Banner Stake

Boa atuação, torcida em festa e goleada. Fernando Diniz teve uma estreia dos sonhos como técnico da seleção brasileira na vitória por 5 a 1 sobre a Bolívia, nesta sexta-feira, no Mangueirão, em Belém, no Pará, pelas eliminatórias da Copa do Mundo.

Em entrevista coletiva depois da partida, Diniz se mostrou satisfeito com o desempenho brasileiro:

— Antes de começar o jogo, estava desfrutando deste momento, momento único da minha vida como treinador, dirigir a Seleção. Passa aquele filme gostoso de tudo que já vivi aqui para chegar até aqui – iniciou o técnico.

— Em relação ao jogo, tivemos muitas chances criadas de gol. Não tínhamos cedido nenhum chute para a Bolívia até o gol deles. Foi uma atuação particularmente que gostei muito e estou satisfeito.

O treinador interino da Seleção rasgou elogios a Neymar, autor de dois gols. O camisa 10 se tornou o maior artilheiro do Brasil nas contas da Fifa.

Logo na primeira resposta sobre Neymar, Fernando Diniz deu uma alfinetada em Jorge Jesus, treinador do atacante no Al-Hilal. No mês passado, o português criticou a convocação do craque para a Seleção, alegando que ele estava machucado e não tinha condições de atuar.

— Não sei porque está na convocação da seleção do Brasil um jogador que está lesionado – declarou Jorge Jesus.

A cutucada de Diniz veio sem citar nomes:

— O time precisa estar com esse espírito (de diversão). Tinha gente que não sabia o que ele (Neymar) veio fazer aqui, ele veio fazer isso aí. Fazer gols, quebrar recordes, mostrar que está superafim de viver isso – declarou o treinador, antes de fazer mais elogios ao camisa 10:

— Ele é um ídolo muito gigante. As pessoas tem que reconhecer e aceitar. Ele não faz nada para ter essa adoração do público, é natural pelo talento que ele tem. Pela simpatia e empatia que ele desperta nos torcedores. Foi um começo de um futuro brilhante que ele vai ter aqui na Seleção e onde ele estiver.

A seleção brasileira volta a campo na terça-feira, quando enfrenta o Peru, às 23h (de Brasília), em Lima.

Retirado de: Globo Esporte