Marcos Braz quer demitir Jorge Sampaoli do Flamengo

Marcos Braz, vice-presidente de futebol do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Banner Stake

Após a derrota do Flamengo para o São Paulo pela primeira partida da final da Copa do Brasil, o vice de futebol Marcos Braz se inclinou a demitir o técnico Jorge Sampaoli, mas parou no presidente. Rodolfo Landim tirou a autonomia do comandante principal do departamento de futebol e segurou a saída do técnico argentino para o jogo da volta, no próximo domingo.

A pressão para a saída de Sampaoli deixa o clima insustentável no Ninho do Urubu, mas o mandatário, que o escolheu, entrou em cena e leva no braço e na caneta a decisão de bancar o técnico. A medida deixa a situação de Marcos Braz desconfortável. Após o jogo no Maracanã, ele discursou em tom ameno para que o Flamengo tente reverter o quadro, ainda com Sampaoli.

Do vice de futebol para baixo, todos no departamento entendem que não há mais da onde tirar forças. E que a troca antes do jogo da volta poderia gerar um fato novo, ainda que não fosse o ideal.

Landim, por sua vez, divide a responsabilidade do treinador com a dos jogadores e da própria diretoria de futebol, e projeta uma reformulação que vai além do elenco até o fim do ano, com título ou não.

Retirado de: O Globo