Flamengo aposta em perfil ‘paizão’ de Tite

Tite, ex-técnico da Seleção Brasileira (Foto: Nelson Almeida/AFP)
Banner Stake

O Flamengo recebeu o sim de Tite e, agora, ajusta os últimos detalhes junto ao novo técnico para fazer o anúncio da contratação. O treinador terá total liberdade para comandar a reformulação do Rubro-Negro, e irá exercer um papel de “além do campo”, em especial na gestão do elenco.

Tite é bastante conhecido pelo perfil “paizão”, que se dá bem com os jogadores e tem boa postura para lidar com o vestiário. A versatilidade de Adenor para atuar como uma espécie de psicólogo, tomar as rédeas das situações e indicar o melhor caminho a seguir é uma aposta do Flamengo para o sucesso do treinador.

A ideia do Flamengo é, então, fazer diferente do proposto pelos dois últimos técnicos que comandaram o clube: Vitor Pereira e Jorge Sampaoli. Relações conturbadas, falta de diálogo e frieza desgastaram o ambiente e estremeceram o Ninho do Urubu. Agora, em busca de dias de tranquilidade, o Fla aposta em Tite para mudança de ares.

Bom relacionamento

É válido destacar que o atual elenco do Flamengo se dá bem com esse perfil de técnico. Recentemente, quem melhor exerceu a função foi Dorival Júnior, que assumiu o clube após a saída de Paulo Sousa, em 2022. Ele uniu o grupo, arrumou o vestiário, terminou a última temporada como campeão e, até hoje, tem uma relação mútua de carinho com os jogadores.

Esse estilo paizão, inclusive, vai ser determinante para outras questões internas do Flamengo. Isso porque, desde a saída de Jorge Jesus, que tinha um mental coach em sua comissão, o Rubro-Negro não tem um psicólogo à disposição. Então, a capacidade de Tite de lidar com as adversidades e oferecer suporte emocional ao plantel pode ser fundamental para a retomada de confiança e a busca por uma volta por cima.

O assunto, inclusive, foi abordado pelo técnico interino Mário Jorge, logo após a partida contra o Bahia. Na ocasião, o treinador fez questão de destacar a qualidade do elenco e afirmar a necessidade de mudança. “Acho que temos que tentar resgatar o brilho nos olhos dos jogadores. Eles passaram por baques durante a temporada. É fato que a confiança pode estar trincada. Perderam várias competições na temporada. Então temos que tentar resgatar essa confiança”, disse.

Retirado de: Lance