Grama sintética no Maracanã? Landim abre o jogo

Maracanã em festa da torcida do Flamengo antes de clássico contra o Fluminense pela Copa do Brasil (Foto: Reprodução/Flamengo)
Banner Stake

O Flamengo assegurou a administração temporária do Estádio do Maracanã até o final de 2024, uma conquista significativa para o clube. Esta decisão ocorre em um momento crucial, já que o clube também se prepara para participar na disputa pela concessão de longo prazo do estádio, prevista para o próximo ano.

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, destacou que o Maracanã, sob a administração do clube, terá um foco exclusivo no futebol. Ele descartou a realização de eventos como shows no estádio. Essa decisão reforça o compromisso do clube em priorizar as necessidades do futebol sobre outras atividades comerciais.

— Será um estádio somente para futebol, com gramado natural. Se quiserem fazer shows, façam no Maracanã depois que acabar a temporada, disse ao jornalista Mauro Cezar Pereira.

Paralelamente, o Flamengo está ativamente explorando a possibilidade de construir um estádio próprio, um sonho antigo da diretoria. O clube já iniciou conversas com a Caixa Econômica Federal para discutir o financiamento do projeto. A localização desejada para o novo estádio é na região do Gasômetro, na Zona Portuária do Rio de Janeiro, um local estratégico que promete revitalizar a área. Com uma área total de 86.592,30 m², o terreno está situado dentro do projeto Porto Maravilha, uma iniciativa de revitalização urbana lançada em 2009.