Fora do próximo jogo do Flamengo, Gabigol lidera ranking negativo do Brasileirão; veja

Gabigol em jogo do Flamengo contra o Ceará (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)
Banner Stake

No Flamengo, Gabigol é uma figura que se destaca tanto por marcar gols quanto por sua tendência à indisciplina em campo. Desde sua chegada ao clube em 2019, ele balançou as redes impressionantes 153 vezes, mas também acumulou uma quantidade notável de cartões, totalizando 85, incluindo 76 amarelos e 9 vermelhos.

A habilidade de Gabigol em marcar gols é contrabalançada por momentos de controvérsia, como evidenciado recentemente no clássico contra o Fluminense. Ele ficou em campo por apenas 19 minutos e 49 segundos antes de ser expulso, contribuindo para seu recorde de cartões. Esta tendência o colocou no topo da lista de jogadores mais punidos do Flamengo desde 2019, um título nada invejável. Veja a lista completa abaixo:

JogadorAmarelosVermelhosTotal
(Flamengo) Gabriel76985
(Grêmio) Kannemann75883
(Botafogo e Internacional) Víctor Cuesta76278
(Fluminense e Palmeiras) Felipe Melo71576
(Atlético-MG, Flamengo e Fluminense) Allan66773
(Fortaleza) Felipe62466
(Palmeiras) Zé Rafael60565
(Corinthians) Fagner62365
(Flamengo) Bruno Henrique58462
(Grêmio e São Paulo) Reinaldo59362
(Palmeiras) Gustavo Gómez55358
(Athletico-PR) Thiago Heleno48957
(Atlético-MG e Vasco) Jair53255
(Fluminense) Nino45449
(Bragantino) Aderlan44347
(Fluminense) André44347
(São Paulo) Luciano43043
(Atlético-MG) Hulk38341
(Atlético-MG e Internacional) Edenílson38341
(Santos) Soteldo37340
(Grêmio) Matheus Henrique39140
Fonte: Espião Estatístico

No entanto, Gabigol não é apenas um jogador que chama atenção pelos motivos errados. Seu jejum atual de 12 jogos sem marcar pelo Flamengo, o maior da sua carreira no clube, destaca a importância de sua contribuição ofensiva para a equipe. No Campeonato Brasileiro deste ano, ele participou de 25 jogos, sendo titular em 17 e saindo do banco em 8, marcando 5 gols e recebendo 9 cartões.

Fora do campo, Gabigol enfrenta desafios diferentes, lidando com uma entesopatia, uma lesão por sobrecarga nos tendões dos adutores. Ele está aproveitando uma suspensão recente para se concentrar na recuperação, com tratamentos intensivos de reequilíbrio muscular e fortalecimento. O objetivo é prepará-lo para o próximo jogo contra o América-MG, mostrando o compromisso do clube e do jogador em manter sua forma física e desempenho em campo.

A lesão de Gabigol é gerenciada cuidadosamente pelo departamento médico do Flamengo, com a possibilidade de uma intervenção de medicina regenerativa no final do ano para melhorar o reparo tecidual. Esta abordagem estratégica reflete o valor que o Flamengo atribui a Gabigol, não apenas como um artilheiro, mas também como um atleta chave para o sucesso contínuo da equipe.

Em suma, Gabriel Barbosa permanece uma figura central no Flamengo, com suas realizações em campo e desafios fora dele atraindo a atenção dos fãs e da mídia. Seu retorno após a recuperação da lesão é aguardado ansiosamente, tanto para impulsionar o ataque do Flamengo quanto para melhorar sua disciplina em campo.