Após declaração de Tite, ídolo do São Paulo questiona afirmação do técnico do Flamengo

Tite comanda o Flamengo no Maracanã (Foto: Paula Reis/Flamengo)
Banner Stake

No cenário do futebol carioca, uma discussão tomou conta do programa Resenha, na ESPN. O ex-zagueiro uruguaio Diego Lugano, conhecido por sua passagem marcante pelo São Paulo, trouxe à tona a complexidade do Campeonato Carioca. Com 20 anos de Brasil, Lugano revelou sua dificuldade em entender o formato da competição, questionando a divisão entre Taça Guanabara e Taça Rio e o método de determinação do campeão estadual.

A confusão de Lugano reflete um sentimento comum entre os torcedores e até mesmo entre os profissionais do esporte. Ele destacou que, apesar de se concentrar a cada ano, a lógica por trás das taças permanece um enigma.

— Faz 20 anos que eu estou no Brasil e eu ainda não entendo o Carioca. Guanabara, Taça Rio… isso que eu me concentro todo ano e não entendo. Como vai ser o melhor se ninguém entende? Quem é o campeão? O Guanabara, Taça Rio… quem vai ser o campeão?

Contrastando com essa visão, o técnico Tite, agora à frente do Flamengo, ofereceu uma perspectiva diferente. Em sua estreia no campeonato, após uma vitória convincente por 4 a 0 contra o Audax, Tite enalteceu o Campeonato Carioca, classificando-o como o estadual mais desafiador do Brasil.

Ele comparou a competição atual com os tempos anteriores, onde o Campeonato Paulista tinha essa reputação. Para Tite, a dificuldade do Carioca representa um importante desafio para a nova comissão técnica do Flamengo, além de ser uma oportunidade de construir confiança para o futuro.

— O Campeonato Carioca atual, na minha opinião, é o mais forte do Brasil. Hoje. Antes era São Paulo, agora é o Rio. Ele é muito difícil. E a nossa busca é de classificação, é do título carioca. Então, esse processo de evolução visa a esse objetivo. Talvez seja pouco para a história do Flamengo, mas ele é grande para uma comissão técnica que está chegando. E é uma fonte geradora de confiança para uma sequência de trabalho também, disse Tite.