Conmebol vai pagar premiação recorde na Libertadores 2024

Taça da Copa Libertadores da América (Foto: Divulgação/Conmebol)

Em um marco histórico para o futebol sul-americano, a Conmebol anunciou uma premiação recorde para as competições de 2024, ultrapassando a expressiva cifra de R$ 1,5 bilhão. Este aumento, na ordem de aproximadamente 7% em comparação com o ano anterior, não apenas estabelece um novo recorde de investimento nas competições, mas também marca o décimo ano consecutivo de crescimento nas premiações distribuídas pela entidade. “Além dessas novas políticas de premiação, outras iniciativas importantes incluem o reconhecimento monetário dos campeões mundiais, o compromisso de melhorar a competitividade dos torneios locais, a introdução do mérito esportivo na Conmebol Libertadores e na Conmebol Sudamericana, o posicionamento da Conmebol Libertadores Feminina e da CONMEBOL Recopa, bem como o apoio às Associações Membro nas datas FIFA a serem disputadas em 2024″, como ressalta a nota oficial da Conmebol.

A Copa Libertadores se destaca mais uma vez como a competição com a maior parcela da premiação, representando 69% do total distribuído nas últimas temporadas. Este torneio, emblemático pelo seu prestígio e competitividade, viu um aumento significativo na recompensa por vitória na fase de grupos, além da premiação total, que foi de R$ 976,66 milhões na última temporada.

Leia também:

Esse incremento nas premiações reflete o compromisso da Conmebol em não apenas valorizar os clubes participantes, mas também em promover uma maior equidade e competitividade entre as equipes masculinas e femininas. Com a expectativa de valorização em todas as premiações, incluindo a introdução do mérito esportivo na competição feminina, a entidade sul-americana de futebol busca fomentar ainda mais o desenvolvimento do esporte no continente.

O sorteio dos grupos da Libertadores de 2024, programado para 18 de março, promete ser um evento chave para a definição das dinâmicas competitivas do torneio. Com equipes como Flamengo entre os cabeças de chave, a divisão dos potes reflete os desempenhos recentes e históricos dos clubes, configurando confrontos altamente antecipados pelos torcedores.

Em uma nota relacionada, a Conmebol anunciou uma mudança significativa na parceria para a produção da bola oficial das competições. Após 20 anos com a Nike, a Puma assume como a nova fornecedora oficial, um movimento que simboliza não apenas uma mudança de marca, mas também uma renovação nas ambições e na identidade visual das competições sul-americanas​​​​​​.

A cobertura televisiva das competições ganha novos contornos no Brasil, com a TV Globo garantindo os direitos de transmissão em sinal aberto, enquanto ESPN e Paramount continuam a oferecer as partidas na TV fechada. A One Football, por sua vez, adquire o direito de transmitir os melhores momentos das partidas, assegurando que os torcedores tenham acesso amplo aos jogos e aos momentos mais emocionantes das competições​​.