Tite reprova e repreende Gabigol diante de todos os jogadores do Flamengo

Gabigol e Tite se cumprimentam durante treino no Flamengo no Ninho do Urubu (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

No recente confronto do Flamengo contra o Boavista, os rubro-negros não deixaram dúvidas sobre sua superioridade, aplicando uma goleada de 4 a 0. A equipe mostrou uma sintonia impressionante em campo, destacando-se pela sua performance coletiva que rendeu um resultado expressivo.

Entretanto, nem tudo foram comemorações após o apito final. Uma situação específica chamou a atenção e repercutiu no pós-jogo: o comportamento de Gabigol relacionado a uma cobrança de pênalti. Durante a partida, quando o placar marcava ainda 2 a 0 para o Flamengo, surgiu uma oportunidade de ampliar a vantagem com um pênalti. Gabigol, que deveria entrar no lugar de Pedro, expressou repetidamente o desejo de executar a cobrança.

Leia também:

A situação se complicou quando o árbitro, Alex Gomes Stefano, decidiu não permitir a substituição antes do pênalti, deixando Pedro, o batedor oficial na ausência de Gabigol, responsável pela cobrança, que infelizmente não converteu. Gabigol entrou em campo logo após, mas o episódio já havia gerado desconforto.

No vestiário, com o clima ainda eufórico pela vitória, o técnico Tite abordou a questão de forma direta. Diante de todos os jogadores, o treinador repreendeu Gabigol por seu comportamento durante o pênalti, enfatizando que o coletivo deve sempre prevalecer sobre as individualidades. Tite destacou a importância do respeito à instituição Flamengo e reiterou que as decisões em campo devem ser em benefício do time, não de desejos pessoais.

A atitude de Tite, conhecido por sua gestão transparente e disciplinada, foi em linha com sua prática habitual de resolver questões internas diante do grupo, visando manter a clareza e a coesão entre os jogadores.

Apesar do incidente, a noite terminou em alta nota para o Flamengo, com a equipe recebendo elogios tanto do técnico quanto da diretoria pelas 28 finalizações e pela dominância em campo demonstrada durante o jogo. O incidente com Gabigol não ofuscou o brilho de uma atuação memorável, mas serviu como um lembrete do compromisso com a disciplina e o espírito de equipe que Tite busca incutir em seus jogadores.