Jogador revelado pelo Flamengo vive momento difícil na Europa e pensa em retornar ao clube: “imagina o Maracanã lotado”

Jogadores do Flamengo comemoram título da Libertadores de 2019 (Foto: EFE/Antonio Lacerda)

A história de Reinier desde sua saída do Flamengo até os dias atuais na Europa é um misto de expectativas e realidades. No Flamengo, viveu momentos de glória, sendo parte do time campeão da Copa Libertadores em 2019. Após essa fase de sucesso, o meio-campista se transferiu para o Real Madrid com grandes expectativas, mas encontrou um caminho mais árduo do que imaginado, recebendo poucas oportunidades e, consequentemente, passando por empréstimos em diferentes clubes europeus​​.

No Borussia Dortmund, Reinier esperava encontrar espaço para crescer, mas enfrentou desafios significativos. As palavras do jogador refletem a dura realidade que enfrentou: “Foi apenas um massacre. Era só uma surra… Foi um momento muito difícil. (…) Passei por muitas coisas difíceis quando tinha 18, 19 anos. Você sente, minha família me vê triste. Saía dos jogos muito abalado, não conseguia dormir. Sempre joguei pelo Flamengo e de repente não jogar e sentir que você não está ajudando seu time… você sente que as coisas não estão indo bem para você.” Esta experiência no clube alemão marcou profundamente o jovem jogador​​​​.

Meia Reinier em ação pelo Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Após o Borussia Dortmund, o próximo destino foi o Girona, onde Reinier continuou buscando seu lugar, ainda com dificuldades: “Estou realmente animado com o projeto. O que eu quero é jogar, ser feliz fazendo o que amo, que é jogar futebol. O projeto me encanta. É um bom projeto para mim e minha família.” Mesmo com essa esperança renovada, não conseguiu o impacto desejado, marcado novamente por uma falta de continuidade nos jogos​​.

Na temporada atual no Frosinone, Reinier parece estar encontrando um novo começo, adaptando-se ao estilo de jogo italiano e à vida na pequena cidade. Revela sentir-se mais confortável e sem a pressão que o acompanhava anteriormente. Sua relação com o clube e a cidade é descrita positivamente: “Me sinto muito confortável aqui. Di Francesco me apoiou e me ajudou desde o primeiro treino.” Além disso, Reinier não esconde seu amor pelo Flamengo e o desejo de retorno, refletindo a ligação emocional que mantém com o clube brasileiro: “Se eu te dissesse que não penso em voltar ao Brasil, estaria mentindo para você. Imagina voltar para o Flamengo, o Maracanã lotado, a torcida cantando… é difícil não pensar em voltar.” Essas palavras destacam o dilema do jogador entre o presente e o futuro, entre a Europa e o Brasil​​​​.

Apesar dos momentos desafiadores na Europa, Reinier mantém viva a esperança de uma volta triunfal, tanto no futebol europeu quanto no Flamengo. Sua determinação em superar as adversidades é evidente, e sua jornada na Europa é um testemunho de sua resiliência e do desejo de realizar seus sonhos: “Minha cabeça sempre esteve focada em trabalhar duro, para calar a boca de todos aqueles que falam besteiras sobre mim.” Reinier continua a lutar por seu espaço, mantendo o sonho de voltar a brilhar no futebol, seja na Europa ou de volta em casa, no Flamengo​.

Quando vai ser o próximo jogo do Flamengo?

O Flamengo enfrentará o Madureira no próximo sábado (02), pela décima primeira rodada do Campeonato Carioca. A partida ocorrerá no Maracanã, no Rio de Janeiro, com início às 16h (horário de Brasília).. A partida terá transmissão da Band (TV aberta), Band Sports (TV fechada), Canal Goat (Youtube).

Confira abaixo a agenda do Flamengo:

04/02 – Vasco 0 x 0 Flamengo
07/02 – Flamengo 1 x 0 Botafogo
10/02 – Flamengo 3 x 0 Volta Redonda
15/02 – Bangu 0 x 3 Flamengo
20/02 – Flamengo 4 x 0 Boavista
25/02 – Flamengo 2 x 0 Fluminense
02/03 – Flamengo x Madureira