Pochettino pede, e Chelsea define contratação

Mauricio Pochettino durante coletiva (Foto: Action Images via Reuters/Matthew Childs)

O Chelsea está se movimentando nos bastidores visando reforçar sua equipe para a próxima temporada. Segundo relatos da Football Insider, o clube londrino está considerando a possibilidade de vender o goleiro Robert Sánchez em janeiro, por um valor próximo a 25 milhões de euros (R$134 milhões). Esta decisão tem como objetivo principal juntar fundos para investir em um novo goleiro.

Apesar da chegada recente de Sánchez ao Chelsea durante o ano passado, vindo do Brighton, parece que os dirigentes do clube estão pensando em ajustes na equipe durante a janela de transferências. Há especulações de que a venda do goleiro espanhol poderia fornecer os recursos financeiros necessários para a contratação de um novo goleiro. Diogo Costa, do Porto, surge como uma das opções consideradas para ocupar o posto de guardião na equipe de Stamford Bridge.

Leia também:

A busca por reforços na posição de goleiro reflete a mentalidade do Chelsea em sempre buscar aprimoramento e competitividade em todas as áreas do time. O clube está disposto a investir até 80 milhões de euros (R$431 milhões) para garantir a contratação de Diogo Costa, demonstrando seu compromisso em fortalecer o setor defensivo.

Robert Sánchez (esquerda) e Diogo Costa (direita) (Imagem: Editoria de arte/Gávea News/Henrique Machado)

Não é a primeira vez que Diogo Costa é cogitado para reforçar uma equipe de ponta da Premier League. Antes da opção pelo Chelsea, o nome do goleiro português também esteve em pauta para uma possível transferência ao Manchester United, embora os Diabos Vermelhos tenham optado por André Onana como sua escolha final para a posição de goleiro.

Carreira

Diogo Costa, revelado pelas categorias de base do Porto, teve uma trajetória notável desde sua estreia profissional. Inicialmente marcando presença no time B do Porto, ele rapidamente chamou atenção por suas habilidades como goleiro, culminando em uma promoção para a equipe principal do clube. Sua estreia na equipe principal aconteceu na temporada 2019-20. Costa agarrou a oportunidade com performances seguras, ajudando o Porto a conquistar títulos importantes como o Campeonato Português e a Taça de Portugal, estabelecendo-se como uma figura chave na conquista do duplo troféu nacional​​​​.

Além do sucesso no clube, Diogo Costa também se destacou em competições internacionais de base pela seleção de Portugal, contribuindo para a conquista do Campeonato Europeu Sub-17 e Sub-19, respectivamente. Sua habilidade em defender penalidades foi crucial em várias dessas conquistas. Ascendendo às convocações da seleção principal, Costa fez sua estreia em 2021 e desde então tem sido considerado uma peça importante para Portugal, participando de competições significativas como a Copa do Mundo FIFA 2022, onde teve atuações notáveis que o solidificaram como o principal goleiro da seleção​​​​.