O pensamento da diretoria do Flamengo sobre o futuro de Gabigol

Gabigol comemora gol marcado pelo Flamengo contra o Fluminense no Maracanã (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

A situação contratual de Gabigol, com o Flamengo tem sido um dos temas mais discutidos no ambiente do futebol brasileiro. O atacante, que foi peça chave para o Rubro-Negro nos últimos anos, vê seu contrato se aproximando do fim, com validade até dezembro de 2024. O clube carioca, por sua vez, demonstra tranquilidade em relação à renovação do vínculo, tratando o assunto com naturalidade e otimismo.

As negociações para a extensão do contrato estão em curso. O Flamengo, ciente do talento e do impacto do jogador, busca assegurar sua permanência para além do término atual do contrato. Marcos Braz, vice-presidente de futebol do Flamengo, ao ser questionado sobre o tema, reforçou a posição do clube de que as coisas estão sob controle, evidenciando a comunicação constante com o atleta.

Leia também:

— As coisas ainda estão sobre controle. Eu venho sempre falando com o Gabriel. Falei hoje, que teve a audiência dele, por mais de cinco horas, disse Marcos Braz.

Gabigol em jogo do Flamengo contra o Athletico pela Copa do Brasil (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

Em meio às discussões contratuais, Gabigol também se vê envolvido em um caso de justiça desportiva, relacionado a supostas fraudes em exames antidoping.

— Ele (Gabriel) esteve presente, esteve junto na situação do questionamento e averiguação do doping surpresa que teve lá no Ninho. Assim, está sendo bem explicado, equacionado. Tenho certeza que quem decidir vai decidir pelo certo, pelo correto. E vamos em frente, afirmou o dirigente flamenguista.

A capacidade de Gabigol de assinar um pré-contrato com qualquer equipe a partir de julho, caso uma renovação não seja acordada antes desse prazo, instaura um cenário de urgência para o Flamengo. A equipe tem o desafio de conciliar as negociações contratuais com a resolução do caso de doping, buscando uma solução que beneficie ambas as partes.