A declaração do presidente do Corinthians sobre Matheuzinho, ex-Flamengo

Foto: Danilo Fernandes/Meu Timão

Presidente do Corinthians se enrola em pergunta sobre ‘amigo’ empresário e admite que fez empréstimo

Em coletiva de imprensa nesta segunda-feira, Augusto Melo revelou que o Corinthians teve que pegar empréstimo com o empresário Igor Carvalho Zveibrucker para concretizar a contratação do lateral-direito Matheuzinho.

O clube desembolsou 4 milhões de euros por 60% dos direitos econômicos. Inicialmente, a intenção era ter Matheuzinho por meio de empréstimo, mas essa modalidade não foi aceita pelo Flamengo. Assim, o Timão precisou buscar ajuda do empresário.

– É um grande amigo, empresário e colocou um dinheiro no Corinthians e não retirou um real, não fez transações com jogadores. É um cara que sempre que precisei… Você fez essa pergunta para outros empresários em gestões? Não sei dizer quanto, mas acho que 4 milhões para a compra do Matheuzinho – disse Augusto, sem especificar se o valor emprestado foi em real ou euro.

Foto: Reprodução

O presidente do Corinthians assegurou que Igor não tem participação nos direitos econômicos dos jogadores.

– Eu pedi o dinheiro para ele emprestado, com juros bem baixos. Não sei nem se terá juros… Tudo que passa pelo Corinthians passa pelo jurídico, não se faz nada sem passar pelo financeiro e departamentos. Não assino documento sozinho. É um cara que não fez negócio por jogador, não tem porcentagem de jogador, assim como outras pessoas ofereceram ajuda – explicou Augusto Melo.

Igor é empresário no setor de transportes e tem exercido influência nos bastidores do clube, sempre com autorização de Augusto Melo para circular e até mesmo acompanhar as atividades diárias no CT, como foi visto na despedida do goleiro Cássio, por exemplo.

Com problemas de caixa, o Corinthians atrasou os salários dos funcionários e também ficou dois meses sem pagar os direitos de imagem dos atletas. Segundo Augusto Melo, a questão financeira deve ser resolvida em breve.

– Temos um déficit mensal por causa de juros que precisamos pagar. Tive uma reunião com os atletas que assim que pudesse colocaria em ordem, mas deixei claro que a situação que vivemos hoje não significa que não iríamos atrasar. Existia um atraso, que aos poucos estamos sanando, e na terça ou quarta tudo estará em ordem – disse.

Sem patrocinador principal após o fim do vínculo com a VaideBet, o Corinthians está em busca de um novo parceiro para ocupar o espaço nobre da camisa e demais propriedades ainda sem anúncios.