Grupo terrorista planeja ataque contra Vini Jr

Vinicius Jr comemora após marcar mais um gol pelo Real Madrid (Foto: Reprodução/Real Madrid)
Banner Stake

O jogador Vinícius Jr, do Real Madrid, pode estar em risco na Europa. Segundo o jornal espanhol “El Confidencial”, o atacante, revelado nas categorias de base do Flamengo, está na mira do grupo terrorista Estado Islâmico. A informação surgiu após uma operação da Guarda Civil da Espanha em um centro de propaganda do grupo extremista.

Durante a operação, materiais com conteúdos comprometedores foram encontrados, indicando um plano para atacar o elenco do Real Madrid. A ideia era atingir a delegação durante a chegada para uma partida. Contudo, ainda não foram revelados detalhes específicos sobre o dia ou o horário em que o atentado poderia ocorrer.

Uma das mensagens encontradas no local dizia: “Meu querido irmão. Aguarde em local próximo ao ponto de chegada dos jogadores. Mire neles junto com seus seguidores”. Essa mensagem levanta sérias preocupações sobre a segurança dos jogadores e do público durante os jogos.

A suspeita é que o ataque poderia ser planejado para a final da UEFA Champions League. Outros materiais apreendidos continham instruções que sugeriam a festa do título do Real Madrid nas ruas de Madrid. “Meu querido irmão de Al-Andalus, um objetivo muito valioso espera por você. Entre nas multidões, distraia a segurança com explosivos improvisados e dispositivos de engodo e avance em direção ao seu objetivo principal com determinação”, dizia outra mensagem.

Além do risco para o Real Madrid, a imprensa espanhola revelou que a “Fundação I’lam”, vinculada ao Estado Islâmico, está incitando outros ataques na Europa. Nos planos, estão possíveis investidas durante a Eurocopa, com Berlim, Munique e Dortmund como principais alvos.

Adicionalmente, os Jogos Olímpicos de Paris também foram mencionados nos materiais apreendidos, indicando um planejamento abrangente e coordenado para espalhar terror em eventos esportivos de grande porte na Europa. A situação exige vigilância redobrada das autoridades para garantir a segurança dos atletas e torcedores.