A declaração de Fernando Diniz após a derrota do Fluminense para o Flamengo

Fernando Diniz, técnico do Fluminense - Foto: Mauro Pimentel/AFP
Banner Stake

O treinador também comentou sobre seu futuro no Fluminense

Após a derrota no clássico contra o Flamengo neste domingo no Maracanã, Fernando Diniz criticou intensamente a arbitragem de Rafael Rodrigo Klein. O treinador, que afirmou não ter medo de ser demitido, contestou a decisão do árbitro de marcar pênalti em Bruno Henrique após a dividida com Calegari. Pedro converteu o pênalti e garantiu a vitória do Flamengo por 1 a 0.

Acabei de ver o lance e, de fato, não foi pênalti. Não tem como dar esse pênalti, impossível o VAR não chamar. Foi determinante para o resultado do jogo. A Arbitragem decidiu o jogo, disse técnico.

Essa foi a quarta derrota consecutiva do Fluminense, que permanece na lanterna do Brasileirão. A equipe não vence há oito rodadas, a última vitória foi no clássico contra o Vasco, no dia 20 de abril, pela terceira rodada da competição. Apesar do momento difícil, Diniz afirma que não teme o risco de demissão.

— Risco de demissão eu não tenho (preocupação). Não sou eu que me demito e me contrato. Não vou ter medo de ser demitido. Nunca tive isso na carreira. Tenho muita coerência no meu trabalho, mesmo que pese que é um momento ruim do Fluminense. Estamos tentando de tudo, dentro das minhas possibilidades, para ajudar o time a melhorar e conquistar as vitórias, garantiu.

Fernando Diniz recebeu dois cartões amarelos no jogo deste domingo e foi expulso. Na coletiva, o treinador explicou o ocorrido.

Sou um cara bem trabalhado com relação a isso. Deixo o elenco no melhor que eu posso. Essas fases são difíceis para todo mundo. Temos que ser fortes. Temos que vencer jogos. Essa fase só vai passar com vitórias, completou o treinador tricolor.

A conquista inédita da Libertadores e da Recopa trouxe um relaxamento que o time tentou evitar. No ano passado, o time tinham uma base sólida com Nino, André e Arias, que jogaram regularmente. Perderam Nino, André por lesão e Arias convocado.

Existem muitas coisas. A conquista inédita da Libertadores, da Recopa, existiu um relaxamento que a gente fez de tudo para evitar. Ano passado, o time tinha uma base, com o Nino, o André e o Arias jogando praticamente todos os jogos e tendo uma regularidade muito alta. A gente perdeu o Nino, mas também perdeu o André por lesão e o Arias convocado. No Brasileiro, tivemos algumas vitórias nas mãos que deixamos escapar. Atlético-MG, Atlético-GO… A análise técnica fica mais dificultada. Somado a esse momento de hoje, há uma perda de confiança. Nos treinamentos, precisamos melhorar a equipe, finalizou.

O próximo jogo do Fluminense é contra o Vitória, na quinta-feira (27), no Maracanã, às 19h.