Copa América faz publicação direcionada ao Flamengo

Centro de treinamento do Flamengo (Foto: Reprodução)
Banner Stake

Neste domingo, o Uruguai iniciou a fase de grupos da Copa América com vitória, após triunfar sobre o Panamá por 3 a 1. A partida, que ocorreu no Hard Rock Stadium, em Miami (Flórida), contou com gols de Maximiliano Araújo, Darwin Núñez e Matías Viña para a Celeste e Michael Murillo descontou para os panamenhos. Após a partida, o perfil oficial da Copa América fez uma publicação no Twitter direcionada ao Flamengo, destacando a participação dos jogadores do clube no triunfo uruguaio.

Com a vitória, a seleção uruguaia larga na primeira colocação do Grupo C. A Celeste passa os Estados Unidos no quesito gols marcados (3 a 2). O Panamá, por sua vez, derrotado, fica na terceira posição, sem somar pontos e com um saldo negativo de dois tentos.

Na próxima quinta-feira, às 22h (horário de Brasília), pela segunda rodada da Copa América, o Uruguai enfrenta a Bolívia, no MetLife Stadium, em Nova York. Já o Panamá, em busca da primeira vitória, no mesmo dia, às 19h (horário de Brasília), joga contra os Estados Unidos, no Mercedes-Benz Stadium, em Atlanta.

Sobre o jogo

O Uruguai inaugurou o marcador aos 16 minutos do primeiro tempo. Viña recebeu e tocou para Maximiliano Araújo, que, de fora da área, mandou um foguete no ângulo esquerdo de Mosquera, goleiro do Panamá. O segundo gol uruguaio aconteceu no fim, aos 39 minutos da etapa complementar. Após cruzamento mal afastado pela defesa do Panamá, a bola sobrou para Darwin Núñez, que, sem marcação, chutou rasteiro e forte de canhota. Mosquera não conseguiu fazer a defesa.

O terceiro tento Celeste saiu de uma jogada feita pela dupla flamenguista, aos 46 minutos, nos acréscimos. Em falta pela esquerda do ataque, De La Cruz cruzou para a área e Matías Viña subiu mais alto que a defesa adversária para testar firme no canto direito de Mosquera. O Panamá descontou no apagar das luzes, aos 50 minutos. Michael Murillo recebeu passe de Freddy Góndola e, de fora da área, acertou belo chute de canhota, colocado, no ângulo direito de Rochet, que ficou estático no lance.

O esperado domínio do Uruguai na partida pôde ser confirmado desde os primeiros minutos. Arrascaeta levou perigo à meta de Mosquera no primeiro minuto. Mas o inesperado foi a valentia apresentada pelo limitado selecionado panamenho. Carrasquilla, aos dez, obrigou Rochet a fazer a primeira defesa da partida. O lance serviu de alerta para os uruguaios, que passaram a trocar mais rapidamente a bola, buscando de forma ininterrupta o ataque. Desta forma, o gol não demorou a sair.