Vídeo: Marcos Braz e o prefeito do Rio falam sobre o estádio do Flamengo

Marcos Braz e Eduardo Paes (Foto: Reprodução)
Banner Stake

A Prefeitura do Rio de Janeiro publicou no Diário Oficial desta segunda-feira (24) a desapropriação do terreno onde será construído o estádio do Flamengo. Localizado no Gasômetro, na zona norte da capital, o terreno pertencia à Caixa Econômica Federal e tem um valor estimado de R$ 250 milhões.

Diferente do que alguns torcedores poderiam esperar, o espaço não será cedido diretamente ao Flamengo. A prefeitura organizará um leilão para vender o local, e o valor arrecadado, estimado entre R$ 146 milhões e R$ 176 milhões, será destinado à Caixa. O Flamengo está empenhado em viabilizar financeiramente o projeto para arrematar o terreno no leilão previsto pela gestão municipal.

Marcos Braz, vice-presidente de futebol do Flamengo e vereador do Rio de Janeiro, divulgou um vídeo ao lado do prefeito Eduardo Paes, onde ambos comemoram a publicação no Diário Oficial. Braz aproveitou a oportunidade para agradecer ao prefeito pelo comprometimento com o projeto, destacando sua importância para o turismo e para o futuro do clube.

Quero fazer um agradecimento ao prefeito Eduardo Paes pela ação dele que saiu hoje em diário oficial. Pelo comprometimento com o Rio de Janeiro, e com o projeto, que será fundamental para o turismo e para o com o Flamengo nos próximos 100 anos, disse Braz.

Eduardo Paes, que é torcedor do Vasco, brincou com a situação, afirmando que, apesar de ser difícil para ele como vascaíno, o projeto trará muitos benefícios para a cidade. Segundo Paes, a desapropriação representa um primeiro e importante passo, ressaltando que o Flamengo não receberá o terreno como doação, mas sim terá que comprá-lo.

Primeiro que eu não estou tão feliz não… Como vascaíno me dá dor no coração… Mas, falando sério, é um ganho para a cidade. É um local que vai virar um lugar de entretenimento. O Flamengo quer fazer muito mais que o estádio. A gente vai cuidar do impacto viário. Demos um primeiro e importante passo, que é a desapropriação, que o Flamengo vai pagar pelo terreno, não será doação. Vai ser um grande ganho para a cidade. O Flamengo é a maior potência econômica do Rio de Janeiro. Traz muito turista. Não consigo entender quem vem ao Rio de Janeiro para ver o Flamengo, mas tudo bem… E o vascaíno aqui, que é o prefeito da cidade, vai deixar o vereador flamenguista feliz, contou Eduardo Paes.

Veja o vídeo de Marcos Braz e Eduardo Paes