Dirigente do Flamengo, Marcos Braz rasga o verbo e revela prazo para resolver situação envolvendo o volante Gustavo Cuellar

Marcos Braz durante coletiva de imprensa no Ninho do Urubu (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

O Flamengo voltou às semifinais da Libertadores depois de 35 anos ao passar pelo Internacional, em jogo disputado na noite da última quarta-feira (28 de agosto), no estádio do Beira-Rio.

Apesar do clima de animação após a conquista, a situação do volante Gustavo Cuéllar segue indefinida e ainda é discutida internamente. Em entrevista concedida após a partida, o vice de futebol Marcos Braz se mostrou rígido ao comentar o caso do colombiano.

Leia também:

Braz evidenciou o desejo de Cuéllar em deixar o Fla e revelou que a diretoria irá analisar a situação a partir desta quinta-feira (29). O que se sabe é que a proposta do Al Hilal, da Arábia Saudita, segue de pé, e o jogador manteve a vontade de se transferir.

– O atleta já deixou claro o seu desejo. Amanhã e depois (quinta e sexta) a gente vai analisar. Não tem criança aqui, o atleta já deixou claro que quer deixar o Flamengo. Temos proposta pelo jogador. Estamos analisando em cima dela. Para o jogador, a proposta deve ser boa, até porque ele já aceitou -, revelou Marcos Braz em entrevista concedida ao “SporTV“.

Dentro das quatro linhas, a equipe comandada por Jorge Jesus enfrenta o Grêmio nas semifinais da Libertadores, e possivelmente já estando sem Cuéllar. Os duelos serão disputados nos dias 1 e 2 de outubro (terça e quarta), com jogo de volta marcado para os dias 22 e 23 de outubro (também terça e quarta).

Adaptado de: Coluna do Fla