No Maracanã, Flamengo e Independiente del Valle decidem o título da Recopa Sul-Americana

Flamengo e Independiente del Valle voltam a se encontrar nesta quarta-feira na partida que decidirá o campeão da Recopa Sul-Americana de 2020. O confronto, que reúne o campeão da Libertadores e o campeão da Copa Sul-Americana de 2019, será realizado no Maracanã, no Rio de Janeiro, às 21h30.

Após o empate em 2 a 2 no jogo de ida, em Quito, no Equador, na semana passada, as duas equipes chegam em pé de igualdade para a decisão do título inédito na história de ambos. Em caso de novo empate nos 90 minutos, haverá prorrogação em dois tempos de 15 minutos e, persistindo o empate, disputa de pênaltis.

É importante destacar que a DAZN está com um promoção, para que que os torcedores façam o seu cadastro, e assistam toda a programação de graça durante um mês, ou seja, é possível assistir os jogos do Mengão sem gastar nada. Clique aqui, cadastre-se, e aproveite esta promoção!

Atual campeão brasileiro e da Libertadores, e embalado pelos títulos da Supercopa do Brasil e da Taça Guanabara, o Rubro-Negro carioca chega como favorito para a final. O técnico Jorge Jesus tem problemas de lesão para escalar a equipe, que não deve contar com o atacante Bruno Henrique, um dos principais destaques do time, e o zagueiro Rodrigo Caio.

“Estamos bem psicologicamente e fisicamente. Sabemos da importância desses jogos decisivos, que sobrecarrega um pouco a cabeça. A gente conversa, analisa, e aí refresca, lembrando o que foi feito no primeiro jogo,” afirmou o volante Willian Arão.

“A gente espera um jogo difícil, em questão de estratégia da equipe adversária. Sabíamos que lá seria um jogo complicado, é uma equipe que tem coragem para jogar, arrisca bastante. Isso dificulta nossa forma de jogar, de pressionar. Eu definiria (o Del Valle) como um time corajoso. Joga dentro da área, com o goleiro. Enfrentamos times assim e nos demos bem,” completou.

O Brasil é o maior campeão da Recopa com 10 títulos, seguido da Argentina com 9. Equador e Paraguai aparecem num distante terceiro lugar com dois títulos cada. O último campeão brasileiro foi o Grêmio, em 2018.

O Equador mantém uma escrita de nunca uma equipe do país ter perdido uma partida na Recopa. Ao todo foram cinco jogos com três vitórias e dois empates. O Independiente é o segundo clube do país a chegar à final da competição. O primeiro foi a LDU, que conquistou o bicampeonato em 2009 e 2010.

Retirado de: ESPN

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here