Assim como a Rede Globo, Turner também rejeita mudança de formato do Campeonato Brasileiro

Taça do Campeonato Brasileiro (Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

Detentora dos direitos de transmissão de parte dos jogos do Brasileirão Série A 2020, o Grupo Turner adota posicionamento semelhante ao Grupo Globo e se diz contra uma possível mudança no formato de disputa da competição: dos pontos corridos para o mata-mata. A informação é do repórter Gabriel Vaquer, colunista do site UOL.

De acordo com a reportagem publicada na madrugada desta sexta-feira (27), a Turner deixaria de transmitir metade dos 56 jogos do Brasileirão os quais tem direito.

“Executivos da empresa afirmam que, sem metade dos jogos, o valor repassado aos oito clubes que estão com a Turner (Athletico Paranaense, Bahia, Ceará, Coritiba, Fortaleza, Internacional, Palmeiras e Santos) seria reduzido”, inicia o UOL.

“Outros dois pontos são o prejuízo da grade (de programação) e, por tabela, financeiro. Hoje o Brasileirão é um dos principais produtos da programadora, junto com a Champions League e tem alta procura comercial”, acrescenta.

“Espera, então, a entrega de jogos prometida em seu pacote publicitário, que não é barato. A Turner entende que a transmissão de jogos mata-mata teria menos chance de acontecer na TNT. O canal teria que torcer para que dois clubes da emissora se enfrentasse”, finaliza o UOL.

Retirado de: Torcedores

3 COMENTÁRIOS

  1. Gostaria de ver o fla passando para uma fase de mata mata de brasileiro, já que de 98 a 2002 que foi quando comecei a acompanhar isso não aconteceu. Pode ser em qualquer formato que o fla passa.

  2. eu concordo com as duas Mata Mata basta a copa do Brasil e a libertadores o campeonato brasileiro tem que continuar como está pontos corridos se querem mudança que mudem o calendário igual o calendário europeu.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here