Já há vários atletas diagnosticados com Covid-19!

Jorge Jesus durante partida do Flamengo no estádio do Maracanã (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Nesta segunda, os flamenguistas foram surpreendidos com a notícia de que o técnico português Jorge Jesus havia testado positivo para o Corona vírus. Os resultados – inconclusivos, após a contraprova – serão repetidos, mas já existem inúmeros atletas e dirigentes esportivos contaminados pelo planeta.

Em tempos onde não há absolutamente nenhum tipo de competição acontecendo e só se pode acessar modalidades esportivas através de sites como Brasilvegas ou pelo videogame, o mundo assiste a jogadores de diversas modalidades esportivas afetados pela pandemia.

No Brasil, o jogador Luan, do Corinthians foi o mais conhecido de todos a testar positivo. O Covid-19 atinge, sobretudo, as vias respiratórias do enfermo. Afeta o pulmão, as amígdalas, os brônquios, pode causar febre muito alta e falta de ar, além de dores no corpo e na cabeça.

Atletas profissionais, devido ao seu condicionamento físico, não é o tipo de público em que os cuidados devam ser mais intensivos, mas há condições de saúde pré-existentes que podem agravar os casos, como ter diabetes, pressão alta ou problemas cardíacos.

A equipe do Valencia, tradicional time espanhol, foi testada e teve inúmeros jogadores acusando positivo. O zagueiro Daniele Rugani, da Juventus, foi mais um afetado pela virose. 4 atletas da Fiorentina ficaram doentes e outros 5 da Sampdoria também. Há um grande foco da doença na Itália, como um todo.

Mas o futebol não é a única modalidade em que profissionais do esporte estão com a moléstia. O basquete da NBA foi atingido como uma bomba pelo vírus malvado. 4 jogadores do Brooklyn Nets acusaram a doença, além de Christian Wood, do Detroid Pistols 

O caso mais emblemático, no entanto, foi o do pivô do Utah Jazz, Rudy Gobert. Ele chegou a brincar com a possibilidade de ficar doente, tocando em diversos microfones durante uma entrevista coletiva. Após a contaminação, ele pediu desculpas e doou 500 mil dólares para a campanha de combate a doença em seu estado, Oklahoma.

Ainda sem vacina, a única maneira de controlar a pandemia é evitando o contato com pessoas infectadas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here