Apesar das críticas, ex-treinador do Flamengo diz que não faria nada diferente

Abel Braga gesticula para orientar jogadores do Flamengo, durante o clássico contra o Vasco (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Treinador do Flamengo entre janeiro e maio de 2019 – quando pediu demissão -, Abel Braga, em entrevista ao canal “ESPN”. afirmou que nada faria diferente em relação ao período que esteve no comando do time na última temporada.

Campeão carioca e da Florida Cup, Abel Braga deixou o clube classificado na Libertadores, mas o time – que se sagraria campeão na sequência com Jorge Jesus dirigindo a equipe – não fazia campanha sólida no Campeonato Brasileiro.

— Eu não faria absolutamente nada diferente. O que eu tinha de melhor estava jogando. Pelo momento, existia um certo revezamento, que era o Arrascaeta e o Diego. E, inclusive, bancando alguns jogadores que o torcedor não gostava, como por exemplo uma das principais peças do Jesus, que é o Arão. É o jogador que dá o equilíbrio no meio de campo – afirmou Abelão, antes de completar:

— Depois chegaram de imediato três titulares para a defesa, que foram Rafinha, Marí e Filipe Luís. E depois ainda veio o Gerson, que se adaptou. Então eu não faria nada diferente daquilo que fiz. Tanto que ganhamos o Carioca, fomos os primeiros na fase de grupos da Libertadores depois de 11 anos, e já tínhamos dado um grande salto na Copa do Brasil, vencendo o Corinthians – finalizou.

Retirado de: Lance

4 COMENTÁRIOS

  1. Concodo com o JCesar e acrescento o fato q nunca quis escalar o Arrascaeta com o argumento fraco q não encaixava com o Bruno pq caía pela esquerda. E vetou o Gerson quando o Fla tentou contrata-lo em janeiro.

  2. Na libertadores contou com a sorte e errou em não usar o Arrascaeta contra o Penarol. Quanto ao Arão, o próprio jogador afrma, que o JJ corrigiu seu posicionamento, visão de jogo e maneira de jogar. O trabalho do Abel foi abaixo da crítica!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here